Tempo de recuperação

48
Vinicius Júnior e Henrique Dourado (à dir.)
Ultrapassado pelo São Paulo, o Flamengo precisa derrotar o Bahia nesta quinta para voltar à liderança do Brasileirão

O Flamengo vai entrar em campo nesta quinta-feira, 31 de maio, em busca da liderança perdida do Campeonato Brasileiro, temporada 2018. O rubro-negro foi superado na primeira posição pelo São Paulo, que derrotou o Botafogo, no Morumbi, na noite de quarta-feira, 30 de maio. Alcançou sua terceira vitória consecutiva, chegou aos 16 pontos e deixou o time carioca, que tem 14, para trás.

O rival nesta quinta-feira será o Bahia. Aproveitando o feriado de Corpus Christi, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol), agendou o duelo para 16h (horário de Brasília), o que deve fazer com que a presença de público seja maior. Até quarta-feira mais de 40 mil ingressos tinham sido vendidos.

Equipe ganha reforço na defesa

Juan
Machucado, o veterano Juan segue de fora do time, mas a zaga poderá contar com o retorno de Rhodolfo

A dupla de zaga, que tem apresentado mais dores de cabeça para Barbieri, ganha um reforço. Depois de cumprir suspensão pela expulsão no clássico contra o Vasco, Rhodolfo está liberado para jogar e provavelmente será relacionado entre os titulares ao lado de Léo Santos. Os titulares Réver e Juan, ainda em processo de recuperação de lesão, seguem de fora.

A preocupação do Bahia para partida é bem diferente. O tricolor de Salvador está de olho no espelho retrovisor. Com os resultados da quarta-feira, caiu para a décima-sexta posição.  Está no limite da zona de rebaixamento. Pode ser ultrapassado por Atlético-PR ou Santos, que vão se enfrentar à noite, caso não consiga pontuar. Isso determinaria seu retorno à região da degola.

Corinthians busca retomar posições e confiança perdida

O Corinthians também sofreu queda com os resultados das partidas que abriram a oitava rodada do Brasileirão. Despencou para a nona posição. Tem 11 pontos. Assim, precisa da vitória contra o América-MG nesta quinta-feira, a partir das 18h, na Arena Corinthians, em São Paulo para se aproximar do pelotão de elite.

Porém, no caso corintiano, a pontuação parece ser a menor das preocupações. O maior objetivo no clube é tentar retomar a aura de que não importa o tamanho dos problemas,  o grupo tem capacidade para superar os desafios. Era assim nos tempos de Fábio Carille, que ganhou o título nacional e foi bicampeão paulista.

Romero
Uma contusão tirou o importante Romero da partida contra o América-MG

Só que com a saída do treinador, que aceitou proposta do Al-Wehda, da Arábia Saudita, seu sucessor, Osmar Loss, acumulou duas derrotas em seus jogos iniciais. Por isso, precisa de uma reação imediata tanto para cair nas graças dos torcedores como para evitar perder o emprego na paralisação para a Copa do Mundo da Rússia.

Para conseguir isso, terá que recorrer ao estilo do antecessor, que encontrava soluções com poucas opções. Para o duelo contra o Coelho, além dos desfalques já esperados do goleiro Cássio e do lateral-direito Fágner, que estão servindo a seleção brasileira; do volante Ralf, do meia Renê Júnior e do atacante Clayson, contundidos, o paraguaio Romero, peça fundamental do esquema tático do time, também ficará de fora. Sofreu uma lesão muscular e provavelmente só voltará a atuar depois do Mundial da Rússia.

Coelho tem choque de realidade

Após passar as primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro, o América-MG sofreu um choque de realidade ao perder na jornada anterior o aproveitamento de 100% que tinha em seus domínios. Levou 3 a 1 do São Paulo, agora líder do torneio e único invicto.

Isso colocou o Coelho na região em que se esperava que figurasse antes de a bola começar a rolar para o Brasileirão. Com dez pontos, o time mineiro ocupa a décima-segunda posição na tabela de classificação. É uma situação que pode ser considerada até confortável para suas pretensões, uma vez que tem a certeza de que terminará o jogo contra o Corinthians, independentemente do resultado, fora da zona de rebaixamento.