Retornando ao G-4, São Paulo volta a sonhar alto no Brasileiro

32
Diego Souza Nenê

Depois de anos seguidos de conquistas e boas campanhas, o São Paulo passou por um período negro, inclusive brigando na metade de baixo da tabela no Campeonato Brasileiro de 2017, até reagir no fim do torneio. Em 2018, o tricolor não quer mais essa vida dura e os resultados começam a aparecer.

A equipe paulista conseguiu emendar dois triunfos, contra Santos e América-MG, este fora de casa, e chegou à quarta posição, com 13 pontos. A equipe é a única invicta do Brasileirão. O Flamengo, líder, tem apenas um ponto a mais.

Ou seja, o time pode terminar esta quarta como líder da competição, precisando bater o Botafogo no Morumbi para isso. Vamos explicar como isso pode acontecer abaixo.

Aproveitando a grande fase de Nenê

Desde que Diego Aguirre chegou, o São Paulo aos poucos foi melhorando. E um dos atores nessa mudança foi o veterano Nenê. Mais centralizado, ele não só está criando como ainda fazendo gols, com seis na temporada. Contra o América-MG foram dois, inclusive um belíssimo de falta.

Ainda não dá para dizer que é uma história de redenção, já que a equipe perdeu nas semis do Paulista e já foi eliminada da Copa do Brasil, mas se Nenê liderar o time a uma vaga na Libertadores de 2019, sua contratação terá valido muito a pena.

O treinador uruguaio mais uma vez fez mistério na escalação, então não saberemos com exatidão quem entra até próximo do jogo, mas Diego Souza, recuperado depois de quase sair do clube, deve fazer o comando de ataque. Hudson, que vive boa fase, não jogará por ter levado o terceiro cartão amarelo. O substituto deve ser Petros.

Pode ser dito que entre os times que querem passar o Flamengo nesta quarta-feira, o São Paulo é o que tem as melhores chances. O Fluminense, segundo colocado do Brasileirão neste momento com 13 pontos, terá um duelo muito duro contra o Grêmio, em Porto Alegre.

Já o Atlético-MG, que vem de derrota em casa para o Flamengo, viaja para o Recife para pegar o Sport, que teve uma vitória levantadora de moral contra o Palmeiras em São Paulo, com pênalti defendido no fim incluso.

E o tricolor ainda pode contar com a força do Morumbi, onde só perdeu uma vez – para o Santos, ainda no Campeonato Paulista. O Botafogo, por outro lado, ainda não venceu como visitante na competição.

Mateus Fernandes Botafogo
O Botafogo precisa pontuar, ainda mais depois de ter empatado em casa com o Vitória

Botafogo precisa sacudir poeira

O Botafogo não está bem no Campeonato Brasileiro. Depois de vencer o Fluminense em um clássico carioca, a equipe perdeu para o América-MG e empatou com o Vitória em casa. Por isso o treinador Alberto Valentim vai propor algumas mudanças.

João Pedro vai atuar um pouco mais recuado que nas últimas partidas, organizando o jogo e com Leonardo Valencia e Luiz Fernando à frente e Kieza no comando do ataque.

Kieza aliás está sendo um carrasco de suas ex-equipes neste ano. Tudo bem que ele basicamente jogou em todos os clubes em atividade que existem no país, mas em 2018 ele já puniu dois – Fluminense e o Vitória no domingo passado – e agora ele pode marcar contra o São Paulo, onde passou sem brilho algum em 2016.

Com nove pontos o Botafogo está na 12ª posição, apenas três pontos à frente do Atlético-PR, o primeiro na zona de rebaixamento. Com um investimento modesto e elenco limitado, é bom que o alvinegro carioca sempre consiga manter uma distância segura da zona da degola. Especialmente neste período pré-Copa, que dura até a 12ª rodada.