Grêmio ainda está de lua de mel, mas Internacional quer estragar isso no Campeonato Gaúcho

38
Campeonato Gaucho

É difícil pensar em um ano tão diferente para dois arquirrivais tão próximos um do outro como foi o de 2017. Enquanto o Grêmio fez uma campanha sensacional, liderada por seu maior ídolo, Renato Gaucho, para conquistar o tricampeonato da América, o Internacional estava jogando a Série B do Campeonato Brasileiro. Agora os dois voltam a se encontrar no Campeonato Gaúcho e não querem saber de surpresas, como aconteceu em 2017, quando o Novo Hamburgo se sagrou campeão eliminando os dois times da capital.

Maior vencedor, com 45 títulos, o Internacional teve um ano de 2017 horrível. Apesar de ter conseguido a volta à Série A, depois ter sido rebaixado pela primeira vez na história, o colorado teve várias mudanças de treinador e não formou uma base sólida, como outras equipes fizeram em seus anos na segunda divisão.  Aliás o título da segunda divisão também escapou, ficando para o América-MG.

E muito desse trabalho ruim começou no estadual, com uma derrota na final para o Novo Hamburgo, que já tinha derrotado o Grêmio na semifinal. Por isso, neste ano, o Inter não vai querer ficar indiferente ao Campeonato Gaúcho, já que precisa também dar um sinal para sua torcida. O primeiro jogo será em casa contra o Veranópolis e o treinador Odair Hellman já tem um esboço de time titular, como William Pottker, Camilo e Leandro Damião à frente. Esses três jogadores chegaram no meio da disputa da série B e tiveram bons momentos, mas precisam mostrar que os gols e vitórias na  Serie B não foram algo passageiro.

Se o Inter precisa mostrar futebol, o Grêmio já mostrou que tem bola nos últimos meses, atropelando nos jogos finais da Libertadores e conseguindo seu terceiro título, quebrando mais de 20 anos de jejum continental. Nesse período o tricolor viu seu maior rival conquistar duas vezes a América, igualando o número de títulos. Agora, sem esse peso, chegou a hora de pensar também em acabar com o jejum nacional, já que não vence o Campeonato Brasileiro desde 1996.

E para 2018 o Tricolor Gaúcho conseguiu manter seus principais jogadores: o goleiro Marcelo Grohe, o zagueiro Pedro Geromel e o meia-atacante Luan continuam formando a espinha dorsal da equipe, apesar do interesse do exterior, também manifestado no meio-campista Arthur. Mas no começo do Campeonato Gaúcho o Grêmio vai usar uma equipe de transição, como foi chamada, já que os principais jogadores tiveram um 2017 bastante longo, com a disputa de várias competições e ainda o Mundial de Clubes em dezembro.

Por isso nem Renato Gaúcho estará em campo, com César Bueno comandando o Grêmio nesta quarta-feira contra o São Luiz em Ijuí. Reforços como Alisson e Paulo Miranda devem jogar nestas primeiras partidas também para irem se ambientando  ao time.

Portanto, como já é habitual, Internacional e Grêmio são os favoritos para a conquista do torneio, já que a diferença de qualidade no elenco e investimento é gritante. Novo Hamburgo e Caxias – que se enfrentam nesta rodada inicial – mais Juventude e o Brasil de Pelotas estão no segundo escalão e buscam surpreender, algo que raramente acontece: antes da surpresa no ano passado, os últimos campeões sem ser Grêmio ou Inter tinham sido o Caxias em 2000 e o Juventude em 1998.

A primeira fase é composta de 12 times, que jogam entre si durante um turno. Os oito melhores colocados se classificam para as oitavas de final, quando começa o mata-mata que culmina na final, ida e volta também e que devem acontecer no começo de abril.