Buscando objetivos diferentes, Cruzeiro e Vasco encaram desafios na Libertadores

93
Cruzeiro x Vasco
Cruzeiro e Vasco, com objetivos diferentes, definem nesta terça sua situação na Libertadores

Com ambições bastante diferentes, Cruzeiro e Vasco entram em campo nesta terça-feira, 22 de maio, para cumprir os compromissos da sexta e última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América edição 2018.

Os mineiros vão atuar em casa. Em Belo Horizonte, vão lutar pelo primeiro lugar do grupo 1, com o Racing. Os argentinos têm 11 pontos e precisam apenas do empate para garantir a posição. Isso asseguraria vantagem de realizar o segundo e decisivo jogos das oitavas de final em casa. O número de pontos conseguidos na primeira fase também servem para decidir a ordem das partidas nas quartas, semifinais e finais.

O Vasco vai visitar o Universidad do Chile, em Santiago. Porém, já não tem mais chances de sobreviver na Libertadores. Seu objetivo é tentar ficar em terceiro lugar no grupo e, dessa maneira, ter a chance de disputar a Copa Sul-Americana no segundo semestre. Entraria já na segunda fase.

Raposa despreza até clássico para buscar primeiro lugar

Embora o Cruzeiro não esteja matematicamente garantido nas oitavas de final, a possibilidade de ficar de fora é desprezível. Para que isso acontecesse, o time teria que perder para o Racing; o Universidad de Chile precisaria derrotar o Vasco e, de quebra, ainda reverter uma abismal diferença no saldo de gols. Enquanto os chilenos apresentam sete tentos negativos, os mineiros têm saldo positivo de nove.

Assim, o que estará em jogo no Mineirão é mesmo a primeira colocação. O técnico Mano Menezes mostrou considerar isso muito importante. No sábado, 19 de maio, colocou um time misto para fazer o clássico contra seu maior rival, o Atlético-MG. Perdeu por 1 a 0, mas poupou jogadores considerados essenciais.

Thiago Neves
Poupado do clássico contra o Atlético-MG, Thiago Neves está confirmado para jogo contra o Racing

Entre eles estavam o meia Thiago Neves e o lateral-direito Edilson, que em fase de recuperação de contusão foram deixados de lado para que pudessem estar em melhores condições para o duelo desta terça-feira. Também não atuou, mas por estar suspenso pelo acúmulo de cartões amarelos, o zagueiro Dedé. Ele recebeu de forma estratégica o terceiro cartão amarelo para ficar de fora de uma partida em que ficaria de fora de qualquer maneira.

Arrascaeta pode fazer sua despedida

Entre os poucos atletas que podem receber o rótulo de titular usados na partida contra o Galo estava o meia uruguaio De Arrascaeta, que deve fazer contra o Racing sua despedida do Cruzeiro.

De Arrascaeta
O uruguaio De Arrascaeta faz sua despedida do Cruzeiro antes de se apresentar à seleção uruguaia

A princípio, temporária, pois vai seguir para servir a seleção de seu país na disputa da Copa do Mundo da Rússia de 2018. Porém, pode ser definitiva, uma vez que o noticiário dá conta de que o atleta deve se transferir para o futebol europeu após o Mundial.

Vascaínos seguem caminho diferente no clássico

O peso da eliminação e de outros tropeços recentes não deu ao técnico Zé Ricardo a possibilidade de poupar jogadores no clássico de sábado contra o Flamengo. Usando o melhor time que tinha em mãos, arrancou o empate por 1 a 1 e garantiu um pouco mais de tranquilidade para o time.

Thiago Galhardo
O meia Thiago Galhardo (à dir.) é dúvida para jogo do Vasco nesta terça

Porém, isso pode ter seu custo no duelo em Santiago onde a vitória é resultado obrigatório para as pretensões do clube. O meia Tiago Galhardo deixou o campo reclamando de dores musculares. Foi relacionado para a viagem rumo ao Chile, mas ainda terá que passar por novos exames que irão determinar se poderá ser utilizado.

Outro atleta que recebe uma atenção especial do departamento de fisiologia é o meia Vagner. O veterano atleta tem mostrado dificuldades para atuar seguidamente. Foi o autor do gol contra o Flamengo, mas pode ser colocado no banco de reservas sendo preservado como opção para o segundo tempo na partida no Chile.