Palmeiras assume a ponta; quem pode tirar?

12
deyverson-palmeiras-sao-paulo

O Palmeiras quebrou um tabu importantíssimo, do qual falamos na sexta-feira. Os 16 anos sem ganhar no Morumbi não foram um problema para superar um São Paulo que está oficialmente estacionado no sinal vermelho e buscando reforços.

E o melhor para o alviverde: o Internacional conseguiu a proeza de levar uma virada do Sport, que em 15 jogos tinha vencido um antes do duelo na sexta. E calma, que ainda tem mais: o Grêmio, que é objetivamente a maior ameaça ao Palmeiras pelo título de melhor time do Brasil (não necessariamente do Campeonato Brasileiro), teve que dar tudo de si para empatar com o Bahia em casa.

Só que o empate do tricolor não foi a pior notícia para os gaúchos: Marcelo Grohe e Everton se lesionaram, perdendo assim os dois melhores jogadores da temporada possivelmente até para o jogo da Libertadores.

Claro que ninguém comemora lesão, mas o cenário não poderia ser melhor para o Palmeiras depois da 28ª rodada. Com 56 pontos, o time tem três de frente para o Internacional, que será a primeira equipe analisada abaixo. O primeiro paga 2,1 para 1 na Betfair para ser campeão. O segundo, 4 para 1.

O Inter tem força para ser campeão brasileiro?

É injusto querer colocar o jogo contra o Sport como o único peso para analisar se o Internacional pode ser frente ao Palmeiras. Mas ao mesmo tempo estamos falando de um time que ninguém esperava que estaria em 2º na 28ª rodada depois de subir para a Série A sem ser campeão da B.

Depois de vencer Flamengo e Grêmio em duelos do topo da tabela, a equipe perdeu para Chapecoense e Sport, de virada, sendo estes dois times que brigam para não cair. Os desfalques na sexta-feira importaram, especialmente na defesa. Mas é justamente por isso que se bate tanto na tecla de elenco: todo mundo vai perder jogadores. Por isso é necessária a reposição à altura.

Por ser mais um time que joga no erro do adversário, os duelos contra São Paulo e Santos na próxima rodada podem deixar o time mais confortável que contra as equipes que chegam fechadas. Menos de quatro pontos aqui é dar adeus para o Campeonato, ainda mais pelo confronto direto com o tricolor.

Flamengo ressuscitou ou foi só um espasmo?

lucas paquetá flamengo
Lucas Paquetá e o Flamengo tiveram excelente noite em São Paulo, atropelando o Corinthians

Dorival Junior assumiu o Flamengo em uma posição invejável, mesmo que suportar pressão no time carioca seja sempre dureza. Se o time perder o campeonato, bota na conta do Barbieri. E se a junção de jogadores superestimados e que não rendem o esperado aumentar em 10% sua produção, ele já pode assumir a autoria pelo feito.

Foi isso que aconteceu no sábado. Vitinho, que não é um jogador ruim, mas estava jogando pessimamente, foi bem. Pode ter mil razões para essa melhora, mas a análise aqui sempre será pró-Dorival porque a melhora aconteceu com ele.

Para a torcida, tanto faz quem é o pai da criança, só importa que ela nasça saudável. O Fla tem uma competição por jogar, um elenco que pode ser considerado bom para o Brasil, mesmo que custe muito mais do que deveria e está apenas três pontos atrás do Palmeiras, que precisa pensar na Libertadores também.

Antes de pegar o Palmeiras o time enfrenta Fluminense e Paraná fora. Seis pontos aqui e teremos uma verdadeira na final na 31ª rodada, no Maracanã.

Como confiar no São Paulo?

Palmeiras São Paulo Nenê
O São Paulo procura respostas, enquanto o Palmeiras celebra a rodada perfeita

Preciso falar mais alguma coisa? Diego Aguirre está sofrendo algumas críticas por ter tirado Nenê e inventar posições. Acho que temos que começar pelo começo: o time do São Paulo não era tão bom, sendo mais um no Brasil que joga no erro do adversário mas se complica se precisa encarar uma defesa bem postada.

Não vou me alongar tanto, falaremos mais durante a semana.

E finalmente o Grêmio

Muitas vezes pareceu que o Grêmio estava usando o Campeonato Brasileiro apenas para ter algo para fazer no fim de semana. Só que estamos na 28ª rodada e o time poderia ter terminado o sábado a três do Palmeiras e muito vivo para conquistar um caneco que não leva desde que Felipão tinha o bigode preto.

Agora com as lesões de Everton e Grohe e mais a preferência clara do ano – a Libertadores – chegando em sua reta decisiva, contar que o tricolor gaúcho mate cinco pontos de distância e dê 100% é muito complicado. E com isso o Palmeiras sorri.