LaLiga tem ‘El Clássico’ versão ostentação

69

A programação do Campeonato Espanhol edição 2017/2018 guardou o melhor para o final. Neste sábado, 23 de dezembro, último dia de jogos no torneio neste ano, será realizado o maior clássico do futebol mundial. A partir das 10h (horário de Brasília), com transmissão ao vivo para o Brasil através do canal pago ESPN Brasil, Real Madrid e Barcelona terão seus caminhos cruzados mais uma vez. O duelo terá como sede o estádio Santiago Bernabéu, em Madrid, com os dois times podendo ‘ostentar’ conquistas ao longo da primeira metade da temporada.

Merengues colocaram mais três taças em sua imensa coleção

No sábado anterior ao clássico, o Real Madrid ganhou, pela segunda vez consecutiva, a Copa do Mundo de Clubes da Fifa (Federação Internacional de Futebol). Nos Emirados Árabes Unidos, derrotou o Grêmio, na decisão, marcando 1 a 0. Gol de seu maior astro, o português Cristiano Ronaldo.

Legend- Cristiano Ronaldo celebra a conquista do bicampeonato mundial com o Real Madrid

Foi o terceiro troféu enviado para a já grande coleção de taças do Real Madrid em um período de cinco meses. Em agosto, o time havia vencido a Supercopa da Uefa ao fazer 2 a 1 no Manchester United, campeão da Liga Europa. A equipe da capital espanhola ganhou o direito de disputar a final por ter vencido, também pela segunda vez seguida e décima segunda na história, a Liga dos Campeões da Europa na temporada 2016/2017.

Menos de dez dias depois, ergueu o troféu da Supercopa da Espanha. Atual campeão de LaLiga, o Real superou justamente o Barcelona, vencedor da Copa do Rei, na final. Ganhou tanto na Catalunha (3 a 1) quanto em Madrid (2 a 0) abrindo uma crise no rival.  De quebra, ainda apresenta uma série invicta de dez partidas (sete vitórias e três empates) antes de ‘El Clássico’.

Barça ostenta invencibilidade ainda maior e liderança disparada

A coleção de taças do Barcelona, que não pode ser considerada pequena, também já recebeu um acréscimo na temporada atual. O tradicional troféu Juan Gamper foi ganho com uma goleada, por 5 a 0, em cima da Chapecoense, no começo de agosto. Essa conquista, no entanto, é praticamente irrelevante, uma vez que a competição é promovida em todo o início de temporada pelo clube e não tem grande significado por geralmente contar com um adversário de nível técnico bem mais baixo na maioria das disputas.

O grande fator que o Barça realmente pode ostentar antes do clássico foi sua reação espetacular depois de um começo de campanha turbulento. A crise foi gerada pelo atacante Neymar, que depois de participar de praticamente toda a preparação do time para a temporada, decidiu se transferir para o Paris Saint-Germain. Foi uma perda inesperada e de difícil reposição.

Com o brasileiro, o time da Catalunha conseguiu bater o Real Madrid em amistoso realizado nos Estados Unidos, por 3 a 2, durante a preparação. Sem ele, foi atropelado pelo rival na final da Supercopa. Essas duas derrotas podem ser consideradas um marco. Depois delas, o Barça não mais perdeu. Está invicto há mais de quatro meses. Nesse período, ganhou 19 partidas e empatou cinco.

Conseguiu avançar para as quartas de final da Copa do Rei da Espanha. O Celta será seu próximo adversário na defesa do título. Na Liga dos Campeões da Europa, garantiu a classificação antecipada e em primeiro lugar do grupo para as oitavas de final. Terá o Chelsea como rival.

Time da Catalunha tem melhor ataque de LaLiga

Mas o melhor desempenho foi apresentado no Campeonato Espanhol. Alcançou 42 pontos dos 48 disputados. Foram 13 vitórias e três empates com 42 gols assinalados (melhor ataque) e sete sofridos (defesa menos vazada). Enfim, uma campanha irretocável.

Isso lhe permitiu abrir uma vantagem de 11 pontos na comparação com o Real Madrid, que fez uma partida a menos. O time da capital aparece apenas na quarta colocação. Contudo, ainda que Atlético de Madrid e Valência tenham pontuação melhor e estejam entre ele e o Barça, os merengues ainda são considerados os maiores rivais da equipe da Catalunha na briga pelo troféu.

Real Madrid x Barcelona - Spanish Super cup
Legend – Este será o quarto encontro entre as equipes na temporada, que pode ter até nove edições do clássico

Essa vantagem dá ao Barcelona a tranquilidade teórica para disputar o jogo sabendo que até mesmo uma derrota não abalará sua posição. No entanto, na prática, isso não existe. Um fracasso em ‘El Clássico’ pode trazer consequências para o restante da temporada.

Temporada pode ter até 9 edições do duelo

Afinal, embora possam existir derbies ao redor do mundo que até apresentem uma rivalidade maior entre as torcidas, nenhum outro clássico tem a mesma visibilidade do encontro entre Real e Barcelona. Ano após ano as transmissões da partida pelo Campeonato Espanhol quebram recordes de audiência. A expectativa é de que aproximadamente 1 bilhão de pessoas em todo o mundo acompanhem de alguma forma o duelo.

Neste sábado, os times se enfrentarão pela quarta vez e podem atingir nove confrontos até o final da temporada. A quinta partida, pelo segundo turno do Campeonato Espanhol, está garantida. Porém, o número pode ter mais quatro edições se os times tiverem duelos pela Liga dos Campeões e pela Copa do Rei.

Nem mesmo a grande quantidade de partidas diminuiu a mobilização em torno do clássico. Durante a semana, a imprensa do mundo inteiro centra seu foco na preparação dos clubes. Especialmente em seus dois maiores astros. Não sem motivo, uma vez que Cristiano Ronaldo e Lionel Messi dividiram nos últimos anos os prêmios de melhor jogador do mundo.

Coadjuvantes esperam chance para roubar a cena

Porém, nem só de protagonistas o clássico é decidido. Muitas vezes um coadjuvante rouba a cena. O zagueiro Sérgio Ramos, do Real, com seus gols nos últimos segundos é parte importante dessa equação. Não está no melhor de seu condicionamento físico. Com contusão no joelho, precisou passar por uma infiltração para poder atuar na final do Mundial Interclubes. Mesmo assim, trata-se de um problema insuficiente para tirá-lo de ‘El Clássico’.

messi paulinho
Legend – Com seis gols no Campeonato Espanhol, o brasileiro Paulinho (à esq.) tem aproveitado os espaços deixados pelos marcadores de Messi

Outro que pode ser acionado um pouco mais cedo do que se esperava é o meia e atacante galês Gareth Bale. O jogador tem sofrido com contusões e ficado longos períodos longe dos gramados.  A mais recente delas foi na panturrilha. Voltou a ser acionado na Copa do Mundo de Clubes atuando dez minutos na vitória contra o Al-Jazira (2 a 1) nas semifinais e 12 minutos contra o Grêmio. Pode ser um coelho a ser tirado da cartola pelo técnico Zinedine Zidane no duelo deste sábado. Talvez não atuando desde o início, mas tendo mais minutos no gramado.

O Barcelona tem um atleta em situação similar. Trata-se do francês Ousmane Dembele. Ele foi contratado com a responsabilidade de substituir Neymar após ter se destacado no Borussia Dortmund. Porém, ainda não teve tempo de mostrar serviço. Participou de apenas duas partidas oficiais antes de sofrer uma grave lesão muscular no início da segunda quinzena de agosto. Não joga desde então. Todavia, voltou a treinar com seus companheiros e tem chances de ser relacionado para ‘El Clássico’’. Provavelmente para o banco de reservas.

Assim, o candidato ao prêmio de melhor coadjuvante do Barcelona é mesmo o meia brasileiro Paulinho. Contratado no início da temporada teve sua aquisição questionada por torcedores e analistas. Porém, não demorou muito para fazer boa parte dos críticos a mudar de opinião. Com seis gols assinalados em 15 partidas é o meio-campista com mais tentos na temporada atual de LaLiga e tem sido arma importante quando a marcação intensa em cima de Messi abre espaços para jogadores que tenham a velocidade como característica.

Donos da casa surgem como favoritos para apostas

O Real Madrid aparece como maior candidato à vitória neste sábado. Esse leve favoritismo tem como fundamento três aspectos. O primeiro deles é o fator casa. O segundo é o fato de o time se mostrar quase imbatível em jogos de caráter decisivo. Tem sido assim desde que Zidane assumiu o comando. O terceiro ponto desse raciocínio é a necessidade. Qualquer outro resultado que não a vitória faria com que a conquista do bicampeonato espanhol praticamente ficasse fora dos planos. Em Betfair, o time da capital tem cotação de 2,10 para cada real investido.

Esse quadro permite ao Barcelona especular com dois resultados que podem ser considerados muito bons na briga pelo título de LaLiga. O empate, que tem prêmio de 3,90, e a vitória, com retorno de 3,25, que deixariam o time com uma mão na taça.

O raio x de Real Madrid e Barcelona na temporada
Campeonato Espanhol
RealXBarcelona
Vitórias9X13
Empates4X3
Derrotas2X0
Gols marcados30X42
Gols sofridos11X7
Liga dos Campeões da Europa
Vitórias4X4
Empates1X2
Derrotas1X0
Gols marcados17X9
Gols sofridos7X1
Copa do Rei da Espanha
Vitórias1X2
Empates1X0
Derrotas0X0
Gols marcados4X8
Gols sofridos2X0
Últimos confrontos
DataTorneioResultado
16.8.2017Supercopa da EspanhaReal 2 x 0
13.8.2017Supercopa da EspanhaBarcelona 1 x 3
30.7.2017Torneio amistosoBarcelona 3 x 2 (campo neutro)
23.4.2017Campeonato EspanholReal 2 x 3
3.12.2016Campeonato EspanholBarcelona 1 x 1