Cruzeiro passa nos penais, Flamengo bate Grêmio e Corinthians vence sem brilho

15

A quarta-feira de Copa do Brasil teve três jogos decidindo três eliminatórias nesta quarta-feira. E todos eles tiveram grandes emoções até o fim. Cruzeiro, Flamengo e Corinthians passaram, mas com Santos, Grêmio e Chapecoense sentindo a classificação escapar por pouco.

Vamos aos tópicos.

Flamengo assina acordo de paz com a torcida

O Flamengo já estava perdendo a torcida mais uma vez, depois de sair da liderança do Campeonato Brasileiro e levar um vareio do Cruzeiro em casa no jogo de ida da Libertadores. A Copa do Brasil era a chance da equipe criar uma ligação com o Maracanã novamente. E foi isso que aconteceu.

Depois do 1 a 1 na ida, o Flamengo saiu logo de cara na frente do placar, com um chute de Everton Ribeiro que entrou no canto de Marcelo Grohe.

O esperado era que o Flamengo bombardeasse, como aconteceu no jogo de ida. Mas Mauricio Barbieri e seu time conseguiram recuar, dar a bola para o Grêmio e não passar sufoco. A equipe gaúcha precisava de um gol, mas não teve as chances para conseguir esse gol. O time não vai lamentar tanto a eliminação porque está na Libertadores e agora pode pelo menos dar mais atenção ao Campeonato Brasileiro, onde estava jogando com o time reserva.

Já para o Flamengo é de suma importância. Duas eliminações em mata-mata, depois de tanto investimento e desilusões nos últimos anos, minaria a confiança da torcida e faria a trajetória no Campeonato Brasileiro ser dificultada. Agora o time vai pegar o Corinthians nas semifinais como favorito no confronto.

Cruzeiro passa sufoco, mas Santos é incompetente nos pênaltis

Quando o Cruzeiro abriu o placar no Mineirão lotado de cruzeirenses, abrindo ainda mais a vantagem que já tinha sido conquistada na Vila Belmiro, parecia que a eliminatória estava decidida. O Santos desde a parada para a Copa tem um problema pequeno: não sabe criar chances e fazer gols.

O Santos ainda teve que mudar o zagueiro Luiz Felipe por Gustavo Henrique e este entrou mal, perdendo todos os confrontos. O Cruzeiro ainda teve bola na trave e mesmo deixando o Santos jogou, pouco sufoco passou. Mas Gabriel, um dos principais culpados pela anemia ofensiva do Santos, acertou um lindo chute de canhota para empatar a partida.

E no segundo tempo o Santos continuou com a bola, mas seguiu levando sufoco a cada saída organizada do Cruzeiro. Porém, depois da última alteração de Cuca, colocando Daniel Guedes para reforçar o lado direito, os visitantes fizeram uma bela jogada pelo lado, Rodrygo cruzou e Bruno Henrique subiu e deu um tiro de cabeça, entrando no ângulo e virando o jogo.

E o Cruzeiro saiu no lucro: o árbitro colocou um minuto a mais nos 4 já acrescidos e depois de uma falta cobrada na área, Victor Ferraz lançou Gabriel que sairia completamente livre na frente de Fábio. Mas o juiz, afobado, parou o jogo logo depois do lançamento.

As reclamações, como sempre, de nada adiantaram. E nos pênaltis, Fabio parou três cobranças santistas, enquanto Vanderlei não conseguiu impedir os gols. O Cruzeiro passa mas um sinal laranja está ligado: uma eliminação garantida quase foi perdida por excesso de zelo. O time mineiro pega o vitorioso entre Palmeiras e Bahia.

Corinthians vence sem brilho; Palmeiras tem faca e queijo

Jadson Corinthians
Jadson fez um belo gol, mesmo sem querer, e o Corinthians está nas semis da Copa do Brasil

O jogo entre Corinthians e Chapecoense foi horroroso, especialmente no primeiro tempo. A Chapecoense teve chances para vencer, mas Jadson em cobrança de falta, que ele próprio admitiu que não foi direta, entrou e garantiu a premiação de R$ 6,5 milhões por passar de fase.

É claro que o torcedor do Corinthians vai comemorar, mas não dá para ficar feliz com o jogo do time.

Seu arquirrival, o Palmeiras, só precisa de uma vitória para eliminar o Bahia e e pegar o Cruzeiro nas semis da Copa do Brasil. Com Felipão no comando, o mata-mata sempre vai ser a atenção do time. Borja, em excelente fase, tem boa chance de estufar a rede do Pacaembu.

Comentários do Facebook