Sob nova direção, Real Madrid desafia a hegemonia do Barcelona no Campeonato Espanhol

23
Messi Ramos

O ‘melhor Gauchão do mundo’. Foi desta maneira que o comentarista esportivo Paulo Vinícius Coelho, atualmente atuando no canal pago Fox Sports, definiu o Campeonato Espanhol. Uma descrição precisa de um torneio que, na prática, apresenta dois times lutando pelo troféu. Nas últimas 14 edições, somente o Atlético de Madrid conseguiu levar a taça para casa. Isso aconteceu na temporada 2013/2014.

Mesmo a disputa Barcelona x Real Madrid não tem sido capaz de apresentar grandes emoções. Quando são consideradas as dez últimas temporadas, o time da Catalunha levou a melhor em sete, construindo uma hegemonia interna. O rival optou por investir seus recursos em conquistas internacionais e foi bem-sucedido nessa estratégia. Ganhou as três mais recentes edições da Liga dos Campeões da Europa.

Real Madrid perde seu maior jogador

Porém, uma ausência será notada quando a bola rolar em La Liga. O português Cristiano Ronaldo, multiganhador de prêmios como melhor do mundo e artilheiro de competições, resolveu mudar de ares. Aceitou proposta para receber 30 milhões de euros por ano na Juventus. Nessa transação, o Real viu 100 milhões de euros chegarem aos seus cofres.

Thibaut Courtois
O belga Thibaut Courtois foi a maior contratação do Real para a temporada

Não foi a única mudança significativa. A segunda foi de comportamento. Se em temporadas anteriores o Real não economizava recursos para contratar reforços renomados, dessa vez escolheu estratégia diferente. Valorizou os atletas que tinha sob contrato, incorporou jovens ao elenco e fez contratações apenas em posições nas quais havia sido apontada a necessidade de melhora de qualidade.

É nesse cenário que se enquadra a contratação do goleiro belga Thibaut Courtois. Ele foi contratato junto ao Chelsea para assumir a condição de titular no Real. O costarriquenho Keylor Navas, bastante contestado, no entanto, vai ter que lutar pelo lugar.

Bale é mantido e Vinicius Júnior ganha oportunidades

Nesse planejamento, o maior reforço teórico não foi uma contratação, mas uma transação que não foi feita. Cobiçado por outros clubes, o atacante galês Gareth Bale teve as propostas por sua saída recusadas pela direção do Real Madrid. Vai ganhar um papel de protagonista no time sendo o principal candidato a ocupar o espaço deixado por Cristiano Ronaldo.

A grande questão em relação à sua capacidade não é na área técnica, mas física. Bale é um cliente assíduo do departamento médico do Real. Na temporada passada, passou mais de dois meses em tratamento de contusões.

Como o sistema tático que vem sendo implantado por Julen Lopetegui, ex-técnico da seleção espanhola, que foi contratado para preencher a vaga aberta com o pedido de demissão de Zidane, tem como base a pressão na marcação da saída de bola e vai exigir bom condicionamento físico dos atacantes, isso abre a possibilidade de que o brasileiro Vinícius Júnior, ex-Flamengo, venha a ganhar muitas oportunidades ao longo do ano.

Barcelona renova meio campo e ganha novas opções

Se o Real busca um estilo mais agressivo, o Barcelona preferiu manter sua tradição de priorizar o toque de bola no meio-campo, mas dando vida nova ao setor. O veterano meia Iniesta, longe de seus melhores dias devido às limitações físicas, deixou o clube para melhorar no Japão seu fundo de aposentadoria. O brasileiro Paulinho, cujo estilo veloz e de infiltração nunca se encaixou com perfeição no modelo tático, foi mandado de volta para a China.

Arturo Vidal
O chileno Arturo Vidal foi contratado pelo Barça para ocupar o espaço aberto com a saída de Iniesta

Nesse processo de revitalização do setor, o croata Ivan Rakitic, que já era titular e importante para o time, deverá passar a exercer a função de ‘termômetro’ da equipe que era feita por Iniesta. O chileno Arturo Vidal, que teve sua contratação feita junto ao Bayern, será uma opção no banco de reservas, ao menos a princípio. O brasileiro Philippe Coutinho tem condições de fazer papel tanto de meio-campista, na armação de jogadas, quanto de atacante, formando o trio com Messi e Suárez.

Essa deve ser a opção principal de Ernesto Valverde para os jogos mais importantes da temporada, contra clubes de grande porte capazes de ameaçar o Barça. Diante dos pequenos, Ousmane Dembelé deverá ser acionado como terceiro atacante com a saída de um jogador do meio de campo.

A equipe da Catalunha encerrou sua preparação para a disputa do Campeonato Espanhol com uma vitória, por 3 a 0, contra o Boca Juniors. Ela rendeu pela 41ª em 52 disputas do Troféu Joan Gamper, um amistoso que marca o primeiro jogo da temporada no Camp Nou, homenageando o fundador do clube.

‘Primo pobre’ faz investimentos maiores que o rival

Embora muitas vezes apareça com o rótulo de ‘primo pobre’ de Madrid, o Atlético aparece como opção viável para tentar evitar o estilo Gre-Nal do Campeonato Espanhol. Pobreza não tem sido um problema há anos para a equipe, que tem contado com investidores capazes de fazer contratações milionárias.

Diego Costa (centro)
Diego Costa (ao centro) aparece como candidato a artilheiro de La Liga

Para essa temporada, eles fizeram investimentos em contratações maiores até mesmo que o Real Madrid. Entre os reforços contratados está o jovem meia francês Thomas Lemar, que foi adquirido junto ao Monaco. Porém, a grande vitória dos cartolas foi a manutenção de Antoine Griezmann, peça chave na conquista da França na Copa do Mundo da Rússia. O jogador passou meses sendo assediado pelo Barcelona, mas decidiu permanecer.

Neste ano, terá a companhia do brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa desde o começo, já que ele foi recontratado pelo Atlético de Madrid junto ao Chelsea, mas só pode atuar na segunda metade da temporada anterior. Ele já mostrou serviço no clássico com o Real Madrid valendo a Supercopa da Uefa. Fez os dois gols da equipe no empate, por 2 a 2, no tempo regulamentar. Na prorrogação, o time assegurou o troféu fazendo 2 a 0.

Sem Cristiano Ronaldo, Diego Costa parece ser o mais cotado para disputar a artilharia com a dupla de frente do Barcelona.

Transmissão para o Brasil é dividida por dois canais

Os torcedores brasileiros têm a oportunidade de assistir pela TV os 38 jogos de Real Madrid e Barcelona ao longo do ano. Os direitos de transmissão do Campeonato Espanhol são divididos pelos canais por assinatura Fox Sports e ESPN. Em uma rodada, um exibe duelo do Barça e o segundo mostra o time da capital. Na jornada seguinte, os gigantes mudam de canal.

O grande número de conquistas recentes do Barcelona faz com que a equipe figure como favorita ao título nas casas de apostas. Tem prêmio de 1,75 para cada real investido na plataforma de Betfair em caso de manutenção da hegemonia. O Real Madrid vem a seguir na lista de favoritos com prêmio de 3,10.

O bloco de candidatos reais à conquista é fechado pelo Atlético de Madrid, com retorno de 8,80. A partir daí, são todos azarões. Desde o Valencia, que tem cotação de 210 em caso de título, até o Real Valladolid, que retorna à divisão de elite do futebol espanhol e permite a multiplicação por 800 do capital investido caso leve a taça.

O calendário de La Liga é pesadamente influenciado pelas transmissões televisivas. Por isso, as jornadas de final normalmente são divididas em quatro datas, entre sexta-feira e domingo, permitindo que quase todos os 380 jogos previstos sejam transmitidos para dezenas de países. A primeira rodada será aberta em 17 de agosto e prosseguirá até o dia 20. Os jogos agendados são os seguintes:

DataHorário (de Brasília)Jogo
Sexta-feira15h15Girona x Valladolid
Sexta-feira17h15Bétis x Levante
Sábado13h15Celta x Espanyol
Sábado15h15Villarreal x Real Sociedad
Sábado17h15Barcelona x Alavés
Domingo13h15Eibar x Huesca
Domingo15h15Vallecano x Sevilha
Domingo17h15Real Madrid x Getafe
Segunda-feira15hValencia x Atlético de Madrid
Segunda-feira17hAthletic Bilbao x Leganés