Palmeiras encosta na liderança; São Paulo aguenta a pressão?

17
sao paulo america

Como disse na sexta-feira, o Palmeiras era o dono da chave do cadeado chamado Campeonato Brasileiro. Pois bem, o fim de semana foi novamente positivo para o time de Luiz Felipe Scolari: o São Paulo empatou com o América-MG em casa, o Internacional empatou com o Corinthians e o Palmeiras bateu o Sport no Recife.

Agora a dúvida não é mais o Palmeiras, que está sem dúvidas firme e forte na disputa, com 50 pontos e apenas um atrás do tricolor. A questão agora é se o São Paulo aguenta a pressão.

São Paulo vai ter que lutar contra os demônios

O São Paulo dominou a primeira década do século XXI, conseguindo sua terceira Libertadores e Mundial, somando três brasileiros seguidos e sendo um símbolo de organização, modernidade e até empáfia.

Só que na década seguinte, na qual já estamos chegando ao fim, o tricolor viu seus três maiores rivais conquistarem tudo e sua sala de troféus só ganhar uma Copa Sul-Americana.

O Santos conquistou sua terceira Libertadores, diversos Campeonatos Paulistas e uma Copa do Brasil. O Palmeiras teve duas Copas do Brasil e um Campeonato Brasileiro e o Corinthians levou tudo: Libertadores, Mundial, três Brasileiros e uma enormidade de clássicos contra o São Paulo.

Uma reclamação recorrente dos torcedores do tricolor é a falta de jogadores de personalidade e decisivos no elenco, o que seria uma razão para a ausência de títulos e vitórias em jogos importantes. O São Paulo de 2018 já mudou isso, tendo algumas vitórias de peso fora de casa e conseguindo voltar a ser líder no Brasileirão depois de três anos sem ocupar a posição.

Só que a queda de nível foi clara. E isso não sou eu que falo e sim Diego Souza, Tréllez e o treinador Diego Aguirre.  No segundo turno o time tem duas vitórias, quatro empates e uma derrota e um problema sério para atacar equipes que jogam fechadas. O empate com o Paraná e América-MG e até a vitória contra o Ceará por 1 a 0, em casa, mostram isso.

Na 27ª rodada o São Paulo pega o Botafogo no Rio e o Palmeiras pega o Cruzeiro, sendo o favorito para a Betfair, pagando 1,72 para 1. Na 28ª rodada, tem clássico entre os dois times no Morumbi.

E aqui está o demônio maior: o São Paulo, com apenas o Brasileiro por disputar, precisa muito mais da competição que o Palmeiras. E o alviverde não vence o tricolor no Morumbi desde 2002. Uma derrota dos mandantes aqui é um baque psicológico imenso.

E o Palmeiras?

dudu palmeiras
O Palmeiras mete medo? Vivos em três competições, eles podem acabar “roubando” o Brasileiro

Quando Felipão chegou ao Palmeiras, a disputa de dois mata-matas era o principal objetivo do clube, já que esta é a especialidade histórica do treinador e a Copa Libertadores é a obsessão, como a própria torcida canta.

Mas o time misto do Palmeiras encaixou e o time simplesmente precisa fazer um gol, já que lá atrás a equipe não é vazada. São 10 jogos com o comandante, com sete vitórias e apenas dois gol sofridos: um contra o Cerro Porteño e outro contra o Cruzeiro.

O melhor para o Palmeiras é que o time joga sem pressão, já que o Brasileiro estava muito distante nos últimos dias de Roger Machado. Agora, a um ponto do São Paulo e empatado com o Internacional, não tem porque não pensar em mais uma conquista nacional.

Flamengo e Grêmio também estão vivos

O Flamengo conseguiu uma nova chance com os tropeços dos líderes e fez sua parte vencendo o Atlético-MG por 2 a 1. Ninguém confia muito nos rubro-negros, especialmente sua torcida, mas eles estão com 48 pontos, apenas três atrás do São Paulo. Tem que considerar eles na corrida pelo título.

E por fim, o Grêmio. O time gaúcho está na mesma situação que o Palmeiras, olhando mais para o continente que para o país. Só que com 47 pontos e possivelmente o melhor time do país, pensar que o título brasileiro pode voltar para o lado tricolor do Rio Grande do Sul após mais de 20 anos não é um sonho distante.

Comentários do Facebook