Técnicos fazem mistério horas antes de decisões na Copa do Brasil

16
Diego
A presença de Diego é a grande dúvida do Flamengo para o jogo contra o Corinthians nesta quarta

Serão conhecidos nesta quarta-feira, 26 de setembro, os finalistas da edição 2018 da Copa do Brasil. Na Arena Corinthians, em São Paulo, a bola vai rolar às 21h45 (horário de Brasília) para Corinthians e Flamengo em situação de absoluta igualdade. Como houve empate sem gols no primeiro jogo, quem vencer leva. Nova igualdade provoca decisão através de cobrança de pênaltis.

No Mineirão, em Belo Horizonte, o Cruzeiro começa em vantagem no jogo marcado para o mesmo horário. Afinal, marcou 1 a 0 no Palmeiras em São Paulo. Assim, conseguirá seu lugar na final e terá direito de lutar para chegar ao bi se vencer novamente ou empatar. Aos paulistas resta buscar a vitória por dois tentos de diferença. Vitória por margem mínima leva o jogo para a definição por penalidades máximas.

Presença de Diego é maior dúvida do rubro-negro

O clima de mistério prevaleceu na preparação das equipes. Nenhum dos treinadores antecipou as escalações. No Flamengo, a maior dúvida é em relação à utilização do meia Diego. O veterano jogador ficou fora da vitória contra o Atlético-MG, por 2 a 1, no domingo, 23 de setembro, pelo Campeonato Brasileiro. Estava suspenso. Sua ausência permitiu a Lucas Paquetá atuar com mais liberdade. Quando ele joga, isso não acontece. Por isso, muitos analistas defendem que fique de fora.

No entanto, tal postura defende uma coragem que o técnico Maurício Barbieri não vinha demonstrando. No mesmo jogo, contudo, o treinador tomou uma atitude inédita. Colocou o atacante Vitinho em campo no segundo tempo e o substituiu poucos minutos depois, uma vez que o atleta demonstrou pouco interesse na partida. Indicou, assim, uma mudança de que sua paciência pode ter acabado. Até porque seu emprego está ameaçado. Agora, resta saber se o mesmo acontecerá em relação a Diego.

Sem opções, Corinthians vai mesmo sem centroavante

O Corinthians também tem uma dúvida em relação à escalação. Não é, contudo, de um atleta de mesma importância como Diego. Trata-se do volante Ralf, que pelo mesmo motivo – suspensão – não participou do empate, por 1 a 1, com o Internacional, na jornada anterior do Brasileirão

Ralf
Ralf, liberado de suspensão, pode atuar, mas não tem vaga garantida entre os titulares

A questão principal, no entanto, que é a tática, já foi resolvida pelo técnico Jair Ventura Filho. O time jogará sem um centroavante especialista. Até porque seu principal atleta na função não está disponível. Roger não pode ser inscrito no torneio por ter participado anteriormente da competição pelo Internacional. Nas casas de apostas, o Flamengo aparece com ligeiro favoritismo para avançar. Em Betfair, por exemplo, tem cotação de 2,84 por real apostado em caso de vitória.

Contusões retardam definição de escalação do Cruzeiro

Para a partida no Mineirão, as dúvidas para a escalação do Cruzeiro passam pelo departamento médico e envolvem dois importantes meio-campistas. Tanto o uruguaio De Arrascareta quanto Thiago Neves estão em tratamento. O primeiro ficou fora das duas últimas partidas e tem lesão mais grave. O segundo tem chances maiores de ser liberado, uma vez que o problema é mais leve, de desgaste muscular. No entanto, a expectativa é de que ambos sejam liberados.

No caso do Palmeiras, as dúvidas ficam por conta do técnico Luiz Felipe Scolari, que por hábito não gosta de definir uma formação titular e envolvido em três competições tem promovido mudanças constantes na formação da equipe. Dessa maneira, não se sabe exatamente quais são seus planos para o confronto desta quarta-feira que tem equilíbrio nas casas de apostas. A cotação para vitória cruzeirense é de 2,86 em Betfair. O prêmio para sucesso palmeirense é de 2,9.

Tiago Neves
Tiago Neves depende de liberação do departamento médico para poder atuar

Entre tantas incertezas a única garantia é a presença da torcida. Cerca de 40 mil ingressos foram vendidos antecipadamente para o confronto em São Paulo. A mesma barreira foi superada no Mineirão. Assim, tanto em um estádio quando em outro, a expectativa é de que a renda bruta supere os R$ 2,5 milhões.

Comentários do Facebook