Precisando de uma vitória para escapar do rebaixamento para a Segunda Divisão, o Sport enfrenta o campeão Corinthians neste domingo, 3 de dezembro, em partida que faz parte da programação da trigésima oitava e última rodada do Campeonato Brasileiro temporada 2017. O jogo será realizado no estádio da Ilha do Retiro, em Recife, a partir das 17h (horário de Brasília, 16h na capital pernambucana).

Vitórias seguidas garantiram sobrevivência do Leão

Os sucessos diante do Bahia, por 1 a 0, em Recife, e contra o Fluminense, por 2 a 1, no Rio de Janeiro, interromperam uma série de dez partidas sem vitória do Sport e foram o bastante para evitar o rebaixamento antecipado. No entanto, não se mostraram suficientes para tirar o Leão da região da degola. Com 42 pontos (11 vitórias, nove empates e 17 derrotas), o clube pernambucano é o décimo sétimo colocado.

Dessa forma, está obrigado a pontuar para escapar da queda. Em um cenário absolutamente improvável, um empate até poderia servir, mas exigiria uma combinação de fracassos de Avaí, Coritiba e/ou Vitória. Isso faz dessa hipótese a menos interessante para o Sport.

Assim, a vitória é considerada essencial. Porém, ainda assim, haverá necessidade de torcer por um tropeço seja do Vitória, que recebe o Flamengo, em Salvador, ou do Coritiba, que visita a Chapecoense.

Pernambucanos apostam em duas parcerias para reverter cenário

Os pernambucanos apostam em duas parcerias para tentar reverter o cenário. A primeira delas é com a torcida. Os preços dos ingressos tiveram seus valores reduzidos e sócios poderão entrar de graça. Tudo isso para garantir a lotação completa do ‘caldeirão’ da Ilha do Retiro.

A outra parceria deve agir dentro das quatro linhas. Trata-se do entendimento entre o meia Diego Souza e o atacante André. Somados, eles assinalaram 26 tentos dos 45 que o Leão marcou ao longo do Brasileirão. Isso significa 57% do total.

O centroavante, com 15 gols, é o artilheiro do time e estabeleceu um recorde na competição tornando-se o atleta do Sport com maior número de tentos assinalados em uma mesma edição do Brasileirão.

Diego Souza caiu de rendimento em relação à temporada passada, quando com 14 gols terminou como artilheiro do Campeonato Brasileiro ao lado de Fred. Teve como justificativas ausências para convocações da seleção e uma negociação com o Palmeiras. Mesmo assim, ainda balançou a rede dos rivais em 11 oportunidades.

Corinthians já abriu temporada de dispensas

Campeão nacional pela sétima vez com três rodadas de antecedência, o Corinthians já entrou no ‘modo’ férias e disparou seu planejamento para a temporada 2018. Uma das primeiras medidas foi antecipação da liberação do fundamental zagueiro Pablo. O atleta tem contrato até o final do ano. Contudo, como decidiu não renovar o compromisso, foi dispensado antes mesmo do jogo diante do Atlético-MG (2 a 2), na trigésima sétima rodada, quando foi feita a entrega da taça do Brasileirão. Assim, o jovem Pedro Henrique será o responsável por formar a dupla de área neste domingo com o paraguaio Valbuena.

Essa não será, todavia, a única baixa no alvinegro. Os volantes Camacho e Maycon, o meia Marquinhos Gabriel e o atacante Clayson estão impedidos de jogar. Terão cumprir suspensão pelo acúmulo de cartões amarelos.  Também deve ficar de fora da partida o lateral-esquerdo Guilherme Arana, que está sendo negociado com o Sevilha, da Espanha.

Mais alterações podem ser feitas

Além das mudanças impostas pelas limitações por negociações e suspensões, o técnico Fábio Carille ainda analisa fazer outras alterações na equipe que é considerada titular em busca de antecipar possíveis variações táticas para a nova temporada.

Certo é que o goleiro Cássio, que está na disputa pelo prêmio de melhor do ano na posição, e o atacante Jô, que assinalou 18 gols e luta com Henrique Dourado, do Fluminense, que tem o mesmo número de tentos, pela chuteira de ouro do Brasileirão, vão atuar.

Disposição fez a diferença e pode desequilibrar no domingo

Dono na melhor campanha de um primeiro turno na história do Campeonato Brasileiro desde que o sistema de pontos corridos foi implantado, o grande diferencial do Corinthians não foi a alta qualidade técnica, mas sim uma extrema disciplina tática, defesa implacável e ataque cirúrgico. Tudo isso só pode ser obtido com altos índices de concentração e dedicação à estratégia pré-definida.

Isso não existe mais. Com o título garantido, relaxamento é a palavra chave do momento corintiano. Embora não tenha demonstrado um sistema tático sólido ou consistente, o Sport conta com o fator motivação a seu lado. É, dessa maneira, a melhor opção para palpite na partida deste domingo na Ilha do Retiro.