Flamengo derruba mais um treinador; lá embaixo é difícil grande não cair

bruno henrique vitinho flamengo

A história do dia é o Flamengo ter derrubado Fabio Carille, o segundo campeão brasileiro que não resistiu a um atropelo no Maracanã. A minha previsão sobre Abel, Renato Gaúcho, Carille ou Felipão não terminarem o campeonato com o time que começaram foi até fácil. No final só Renato vai ficar mesmo.

Como disse, para o Palmeiras poder sonhar precisava da ajuda do Corinthians e ela com certeza não veio. A diferença é de oito pontos, mas enquanto o Palmeiras está sofrendo para ganhar de times lá embaixo – Chapecoense, Avaí e Ceará – e os jogos bons só vem de vez em quando, o Fla é o exato oposto: ganha bem com frequência e de vez em quando dá uma escorregadinha sem perder.

Por isso a briga interessante será lá embaixo. O título pode deixar alguns torcedores chateados, mas quando digo grande falo em equipes com expressão nacional recente e grandes conquistas nesse nível. Por exemplo…

Negócio começa a ficar feio para Fluminense e Botafogo

fluminense vasco brasileirao
A situação começa a ficar muito feia para o Fluminense

O Cruzeiro não perde há cinco jogos e apesar do empate em casa com o Bahia não ter sido bom, a trajetória é ascendente. O mesmo não dá para dizer dos dois cariocas.

O Fluminense empatou com o Vasco em casa e não ganha desde a 25ª rodada. O Botafogo venceu o CSA na 27ª rodada, mas levou 3 a 0 do Grêmio, 2 a 0 do Cruzeiro em casa e 4 a 1 do Santos no domingo. O próximo jogo? Flamengo.

Para não cair os cariocas precisam somar pontos e olhar com “malícia” para o Ceará, que hoje com 33 pontos e pelo time que tem é o concorrente mais direto contra o rebaixamento. Mas a tabela de ambas é bem complicada, especialmente a do alvinegro.

Botafogo: Flamengo em casa, Avaí em casa, Athlético fora, Corinthians em casa, Chapecoense fora, Internacional em casa, Atlético-MG fora e Ceará em casa.

Não é de chorar, mas tem apenas dois jogos – Avaí e Ceará – que o time entra como favorito claro e um terceiro fora de casa que pode ser de vida ou morte. Se não conseguir vencer a Chape em casa o negócio pega.

Já o Fluminense…: São Paulo fora, Internacional fora, Atlético-MG em casa, CSA fora em um possível duelo direto infernal, Palmeiras em casa, Avaí fora no jogo mais fácil, Fortaleza em casa e Corinthians fora.

Os dois próximos jogos são de chorar e podem fazer o Fluminense ver o primeiro fora da zona abrir mais que os dois pontos atuais. Ai o negócio irá ferver, porque o maior problema não é pegar pedreiras fora de casa e sim receber gente boa na sua casa e ter que encarar a possibilidade de ficar duas ou três rodadas seguidas sem pontuar.

O Fluminense tem a vida mais difícil, mas o Botafogo está realmente sofrendo. E se o CSA, que pega Vasco, Fluminense e Bahia em casa e encara a Chapecoense possivelmente rebaixada fora e o São Paulo já com vaga na Libertadores na última rodada, em casa, fizer partidas como a do Corinthians, pode rolar um duplo rebaixamento que seria um golpe para o futebol do Rio.

Vagas na Libertadores

Nós já fizemos os cálculos para garantir uma vaga na Libertadores e o Corinthians do jeito que está não quer muito saber de entrar nela, seja no mata-mata prévio ou ainda menos na fase de grupos.

Com o Athlético subindo e o Flamengo podendo conquistar a Libertadores em um duelo que está com odds iguais na Betfair, as vagas podem abrir para um G8. Dá para o Goiás sonhar? O Bahia pode se recuperar dessa má sequência? É isso que iremos ver daqui até o final do mês.

Comentários do Facebook