Libertadores 2019: O que aguarda os brasileiros na fase de grupos

111

A eliminação precoce e humilhante do River Plate no Mundial de Clubes da FIFA 2018 fechou oficialmente o ciclo da Libertadores da América deste ano que está chegando ao fim. Isso só pode significar uma coisa: é hora de começar a prestar atenção na Libertadores do ano que vem!

Em um evento realizado na última segunda-feira (17) em Assunção, no Paraguai, os seis brasileiros classificados para a fase de grupos e os dois classificados para a fase preliminar da competição de clubes mais importante da América do Sul descobriram onde irão começar seus caminhos na busca pelo tão sonhado título.

Fase de grupos: como ficaram os brasileiros

O campeão da Copa do Brasil, o da Sul-Americana e os quatro melhores times do Brasileirão entram direto na fase de grupos. Vamos ver um a um quem pega quem!

Cruzeiro: O acesso da Raposa veio através da conquista da Copa do Brasil, e o sorteio colocou os mineiros como cabeça-de-chave do grupo B, onde pegam Emelec (EQU), Huracan (ARG) e Deportivo Lara (VEN). Dá pra dizer que se o Cruzeiro quer o tri da Libertadores, o destino deu de presente um grupo bem simpático: nenhum campeão da competição e nenhuma viagem para altitudes absurdas. É só jogar o mesmo bom futebol que jogou em 2018 que os mineiros vão longe!

Athletico-PR: A sorte foi um pouco cruel com o Furacão, que chega direto ao grupo G por ter vencido a Sul-Americana. Os adversários do Rubro-Negro do Paraná serão o atual vice-campeão Boca Juniors (ARG), o azedo Jorge Wilstermann (BOL) e o não menos infame Tolima (COL), todos velhos conhecidos do torcedor brasileiro. O Athletico tem um belo time, ninguém nega, mas precisa jogar bem para não se complicar em um grupo chato como esse.

O Athletico-PR se sagrou campeão da Sul-Americana, mas vai precisar de muito mais esforço se quiser ir longe na Libertadores

Grêmio: O Imortal é o cabeça-de-chave do grupo H, um dos que ainda tem vaga aberta para receber vencedores das preliminares. Os outros dois times que já se garantiram no grupo são Universidad Católica (CHI) e Rosario Central (ARG), ambos adversários tradicionais e potencialmente perigosos. O Grêmio tem tudo para vir forte e chegar tão ou mais longe do que na edição que acabou de acabar da Libertadores, mas tudo começa com uma campanha sólida na fase de grupos.

Internacional: Se teve alguém que terminou 2018 feliz da vida, foi o Inter. Sair da Série B do Brasileirão e ir direto para a Libertadores é um feito que merece aplausos, e o Colorado conseguiu. Por outro lado, as coisas tendem a se complicar a partir de agora, já que o Inter está no grupo A, cujo cabeça-de-chave é simplesmente o atual campeão, River Plate (ARG). O Alianza Lima (PER) completa o grupo, que vai receber ainda mais um membro vindo das preliminares – e pode ser o São Paulo. Independentemente de qualquer outra coisa, começar a campanha pegando o River no Monumental de Núñez com portões fechados está longe de ser a estreia dos sonhos de qualquer um.

O Inter fez uma campanha espetacular no Brasileirão 2018 e agora tem todo direito de querer alçar voos mais altos em 2019

Flamengo: Levando em conta os outros brasileiros na competição, o Urubu não pode reclamar da sorte no sorteio. Os cariocas estão no equilibrado grupo D, ao lado de Peñarol (URU) e LDU Quito (EQU), ainda esperando por um time boliviano (San Jose ou Royal Pari) para completar a chave. Dá pra colocar de um jeito bem simples: investindo bem agora e jogando melhor do antes, o Flamengo passa de fase tranquilo e pode sonhar alto em 2019, mesmo tendo que encarar as altitudes do Equador e da Bolívia.

Palmeiras: O Verdão viu o sonho do bicampeonato morrer de maneira trágica contra o Boca Juniors, mas o título do Campeonato Brasileiro foi muito mais do que um prêmio de consolação para o torcedor. Para 2019 o Palmeiras vem mais reforçado, com moral em alta e sangue nos olhos para ir até o fim. Antes de tudo, claro, é necessário passar por um grupo com o tradicionalíssimo San Lorenzo (ARG), o vice-campeão da Sul-Americana Junior Barranquilla (COL) e mais um time que virá das fases preliminares. Não importa quem vier, o Palmeiras tem o dever de passar e passar fácil se quiser merecer seu tão sonhado segundo título da Libertadores.

Os desafios na pré-Libertadores

Dois times brasileiros vão entrar na fase preliminar da Taça Libertadores de 2019: Atlético-MG e São Paulo. Vamos dar uma olhada no que o sorteio reservou a eles!

Atlético-MG: O Galo tem que passar por duas fases antes de chegar ao estágio de grupos. O primeiro duelo dos mineiros será contra o Danubio (URU), inicialmente fora de casa. Não deve ser difícil para o Atlético se garantir na próxima fase, ainda mais decidindo em Minas Gerais.

São Paulo: Logo de cara, o Tricolor Paulista vai ter que enfrentar um pequeno trauma: mata-mata com time argentino de pequena expressão. As eliminações na Sul-Americana para Defensa y Justicia e Colón ainda estão vivas na mente do torcedor são-paulino, que agora verá seu time jogar em Córdoba contra o Talleres, que até recentemente estava na 3ª divisão do campeonato argentino. Se quiser dar uma melhorada na sua moral interna e externa, o São Paulo precisa avançar sem sofrer.

O torcedor do São Paulo viu seu time cair de produção ao longo do Brasileirão e ficar com a vaguinha nas preliminares, quando poderia muito bem ter ido direto para a fase de grupos
Comentários do Facebook