Pré-Libertadores: Atlético-MG e São Paulo tentam evitar vexame

hernanes são paulo
Hernanes é uma referência técnica mas também um líder

Pergunte para um corintiano qual é o maior vexame do clube nos últimos anos, tão vitoriosos, e dificilmente a resposta será diferente de “Tolima”. A eliminação na Pré-Libertadores é algo difícil de apagar, já que disputar a competição é o grande objetivo de qualquer clube brasileiro. E ganhá-la um ponto alto na história.

Em 2019, Atlético-MG e São Paulo começam a caminhada antes da fase de grupos, que é tecnicamente a Libertadores mas ganhou esse pré e agora que está na boca do povo nem adianta tirar. E não é só dois jogos não: os dois times vão ter que passar por dois mata-matas.

São Paulo chega bastante ameaçado

Já falamos aqui sobre o São Paulo não ter aproveitado a Florida Cup, treinamentos e o começo de Paulista para montar um time e dar confiança para seu treinador. A equipe pelo menos ganhou do São Bento com um belo gol de Hernanes, mas tirando o profeta, é duro ver pontos positivos.

E isso é bastante perigoso. Depois do Tolima em 2011, outros times ficaram à beira de cair nesta fase antes do começo dos grupos. O Vasco na temporada passada é o exemplo máximo, levando 4 a 0 do Jorge Wilstermann depois de vencer a ida pelo mesmo placar. O vexame absoluto foi evitado nos pênaltis.

O São Paulo vai correr sérios riscos contra o Talleres se continuar no mesmo ritmo do fim de 2018 e começo de 2019. O time de Córdoba estará motivado, jogando para um grande público (pode chegar a 50 mil presentes) e se reforçou para esta disputa.

Já o Tricolor também se reforçou, mas Pablo ainda não parece totalmente entrosado com seus companheiros e o goleiro Tiago Volpi falhou nas derrotas para Santos e Guarani. A equipe que deve ir a campo vai confiar nos seus veteranos, inclusive Jucilei e Nenê, que não estão em boa fase.

Não nos enganemos, o São Paulo ainda é favorito e com jogadores que podem decidir, mas o Talleres é um dos rivais mais ingratos que podiam cair pela frente.

Atlético-MG terá tarefa mais fácil

elias atletico mg
O Atlético-MG tem vida mais fácil que o São Paulo, mas é bom não bobear

O Atlético-MG parece mais entrosado, até porque o time já tem uma base de anos e mesmo com um tropeço no Campeonato Mineiro, já mostrou bons momentos de futebol neste ano.

E o principal: o rival é bem mais modesto. O Danubio é um time de segundo escalão no Uruguai e o próprio treinador, Marcelo Mendez, já disse que seu time não é candidato ao título da Libertadores. Pode parecer óbvio, mas um treinador falar isso é como uma mãe dizendo que seu filho não é muito bonito. Avaliando na escala, o treinador basicamente disse que seu time é fraco e a mãe no caso admite que o rebento é feio demais.

O Danubio fará sua primeira partida na temporada justo contra o Galo e Mendez disse que seu time irá atacar, não ficando apenas na retranca. A equipe mineira pode aproveitar para fazer gols e ter a melhor commodity possível no mata-mata da Libertadores: o gol fora de casa. Ricardo Oliveira é o candidato óbvio para balançar as redes.

Outros times na Pré-Libertadores

São 16 times nesta fase pré-Libertadores, passando oito para o mata-mata final e completando os quatro lugares que restam na fase de grupos.

Além de São Paulo e Atlético-MG, outro campeão dos anos 2000 está aqui. O Atlético Nacional, que nem de perto é aquele time de 2016, irá enfrentar os venezuelanos do Deportivo La Guaira. Este duelo é até curioso: o time da Venezuela foi refundado em 2013, debuta na Libertadores mas já jogou na Sul-Americana. Sua estreia nessa competição foi em 2014, quando foi eliminado pelo… Atletico Nacional

Outro time de nome que joga nesta fase é La U. A Universidad de Chile pega o peruano Melgar. Uma boa notícia é que Galo, La U, São Paulo e Atletico Nacional não tem como se enfrentar na fase seguinte, evitando um duelo que realmente seria até sacanagem na Pré-Libertadores. Mesmo assim é bom os brasileiros ficarem de olho.

Comentários do Facebook