Dia de muita Libertadores e um duelo sensacional na Champions

14
atlético de madrid comemora

Esta terça-feira vai deixar todos os fãs de futebol satisfeitos. Os dois jogos de volta das oitavas de final da Champions prometem, especialmente o duelo entre Juventus e Atlético de Madrid. E mais à noite tem três times brasileiros na Libertadores.

Então vou parar de falar e vou para os tópicos.

Cristiano Ronaldo, Atlético de Madrid e uma desvantagem

O Atlético de Madrid simplesmente ama tirar um time grande do mata-mata da Liga dos Campeões da Europa. E talvez nesta edição vai conseguir seu maior feito: a oitocentas vezes campeã italiana Juventus com Cristiano Ronaldo no comando de seu ataque.

O português ganhou as últimas três Champions e em dois títulos bateu o Atlético na final, quando ainda vestia o uniforme do arquirrival Real. Ou seja, além do fator técnico, ainda tem esse belo gosto de revanche.

O 2 a 0 é uma excelente vantagem, já que um gol na Itália força 4 da Velha Senhora. E uma eliminação nas oitavas seria humilhante para a Juventus, que está até cansada de seu domínio italiano não se traduzir em orelhudas.

São duas finais perdidas desde 2015 e se mesmo com Ronaldo, o time não ficar nem entre os 8 melhores, é melhor repensar tudo.

A vitoria da Juventus hoje paga 1,7 para 1 na Betfair. Já a difícil qualificação pode ser uma boa para quem gosta do time de Turim e confia em CR7: 4,1 para 1.

City está encaminhado

Que os torcedores do City não me entendam mal, mas a reação da equipe no segundo tempo fez mal para a eliminatória. O Schalke virou o jogo no primeiro tempo depois de basicamente entregar o gol de abertura para os ingleses. E agora, com 3 a 2 de desvantagem e tendo que jogar em Manchester, as chances são baixíssimas.

Isso fica refletido nas odds. A classificação do City paga 1,001 para um. Ou seja, você precisa apostar 1000 para ganhar 1. Vamos ver se os alemães pelo menos fazem um jogo divertido.

Libertadores: três brasileiros nesta terça

palmeiras libertadores

Não é normal termos tantos jogos na terça, mas coincidiu desta vez. Melhor para quem quer ver mais futebol.

O primeiro a entrar em campo será o Palmeiras, contra o Melgar. É curioso notar como mesmo tendo tido o melhor resultado na estreia, um 2 a 0 contra o Junior Barranquilla na Colômbia, o time segue criticado.

E faz todo o sentido: a bola jogada pelo time do Felipão é minúscula. E mesmo que dê certo, é duro de ver. Especialmente quando ele ainda insiste com jogadores que não apresentam futebol (Carlos Eduardo), ignora quem pode mostrar algo (Zé Rafael) e mesmo com um elenco cheio, faz 1 a 0 e se tranca até contra o time dos metroviários de Santana do Parnaíba. Esse time não existe, aliás.

A vitória do Palmeiras é esperada (1,12 para 1), mas o bom futebol não. E isso é um problema.

O mesmo não se diz para o Grêmio, que pratica a melhor combinação de bom futebol e resultados no Brasil. Depois de uma estreia abaixo, mas um empate fora, o time pega o Libertad na Arena do Grêmio podendo assumir a liderança do grupo. Os paraguaios golearam a Universidad Catolica na estreia.

É bom o tricolor ficar de olho e talvez um ambas as equipes marcam – 2,3 – seja uma excelente aposta.

Por fim, o Atlético-MG segue sua batalha no Uruguai. Os dois duelos na Pré-Libertadores foram no país vizinho e agora o time pega o Nacional em Montevideu precisando de pelo menos um ponto, após ter perdido na estreia em casa para o Cerro Porteño.

O torcedor precisa ficar preocupado, porque o futebol jogado não é bom. E uma derrota aqui pode criar um rombo de seis pontos para Nacional e Cerro, que enfrenta o Zamora em casa. O time brasileiro é favorito, pagando 2,4 para 1 na Betfair.

Comentários do Facebook