Os 10 melhores jogadores da Copa do Mundo de 2018

1265
Modric Mbappe

A França foi bicampeã do mundo, o time da Croácia foi o queridinho da Copa, Espanha, Argentina e especialmente Alemanha decepcionaram e o Brasil também não deixou seu povo feliz. Dá para resumir a Copa do Mundo de 2018 nesses termos, mas não poderia faltar um texto com os melhores jogadores da competição. Uma semana depois (quase), ficou mais claro para fazer essa avaliação.

O croata Luka Modric foi considerado o melhor jogador da competição e não há como considerar isso injusto, mesmo que se prefira outros. Vamos pensar nesses outros? À seguir, escolhemos os 10 melhores jogadores a desfilar pela Rússia nos meses de junho e julho.

Vou intercalar um nome mais óbvio com alguém mais surpreendente. Só não pode ser o Neymar, porque ai seria surpreendente demais.

10. Thiago Silva

Thiago Silva França
Thiago Silva foi um dos poucos brasileiros que foi elogiado por sua Copa

Poucos jogadores brasileiros saíram com a moral no mesmo nível da chegada na Rússia. Alguns realmente se queimaram, como Neymar ou então ficaram muito abaixo, como Gabriel Jesus. Thiago Silva pode dizer que, individualmente, sua Copa foi positiva. O veterano uruguaio Diego Godín poderia ser citado também.

O Brasil pouco foi ameaçado na fase de grupos e isso se deve a Thiago e Miranda, que formaram excelente dupla. Os dois gols da Bélgica não podem ser culpados nos dois, já que foi uma bola parada que desviou em Fernandinho e o outro um contra-ataque após escanteio, onde os zagueiros sobem para tentar o gol. Veterano, Thiago Silva conseguiu apagar sua imagem de 2014, onde foi criticado por chorar após uma vitória, mas muitos esquecem que no 7 a 1 ele nem em campo estava, já que estava suspenso.

9. Denis Cheryshev

Cheryshev Russia
Cheryshev foi o principal jogador da Rússia que só caiu nas quartas para a vicecampeã Croácia

Temos que colocar um jogador da Rússia. Imaginar que o time fosse cair na primeira fase estava longe de ser uma viagem com o Uruguai e Mohamed Salah e seu Egito no grupo. Mas os russos passaram fácil com Cheryshev sendo o principal jogador.

O jogo contra a Espanha ficará para sempre na memória dos fãs de futebol do país. E na derrota doída contra a Croácia, Cheryshev ainda fez um golaço no tempo normal. O jogador do Villareal é a maior surpresa nestes 10 nomes, mas a Rússia fez por merecer que um de seus guerreiros fosse incluídos

8. Harry Kane

Harry Kane Inglaterra
Kane foi o artilheiro da Copa e sem dúvidas a referência técnica da Inglaterra

Kane desembestou a fazer gols na primeira fase, com a fonte secando nas fases finais, mesmo com o avanço da Inglaterra até as semifinais em sua melhor campanha desde 1990. Culpar Kane por não ter alçado um voo maior beira a estupidez.

Apesar de seus 24 anos, o atacante do Tottenham foi a clara liderança técnica e ainda moral, sendo capitão em uma das poucas seleções onde a braçadeira tem um significado pesadíssimo. É claro que a marcação iria ser toda nele, mas mesmo assim ele soube jogar longe da área e abrindo espaços para colegas que não foram tão bem, como Dele Alli. E com seis gols, ele foi artilheiro. Não tem como esquecer dele nesta lista.

7. Ivan Perisic

Perisic Croácia
Importante nas semis, um golaço na final em uma Copa surpreendente de Perisic e da Croácia

O conjunto em torno de Luka Modric é o que fez a Croácia chegar tão longe, mas claro que alguns jogadores se destacaram em certos momentos. O goleiro Subasic, o atacante Ante Rebic… Perisic tinha seu impacto nos jogos, mas ele ficou mais claro nos dois últimos.

Contra a Inglaterra, ele antecipou dois jogadores ingleses para fazer o gol de empate dos croatas, que levou o jogo para a prorrogação, onde Mandzukic fez o tento da vitória. E na final, ele deu um drible seco com a direita e um lindo chute de esquerda para empatar a partida contra a França. Nem o pênalti que ele fez logo depois, e que pode se discutir se era mesmo para ser marcado, é suficiente para tirar ele da lista.

6. Thibaut Courtois

Courtois Belgica
Courtois foi vital na campanha da Bélgica que só parou nas semis

Um dos companheiros de Bélgica estará nesta lista também, mas Courtois merecia sua vaga, mesmo que alguns chiem. Sim, ele é goleiro e a seleção dele nem na final chegou, algo que Oliver Kahn conseguiu quando foi eleito em 2002 como melhor jogador da Copa (e deu uma frangada na final).

A defesa belga foi uma verdadeira mãe e a razão para o terceiro lugar foi Courtois, com duas defesas marcantes na Copa. A primeira em chute de Neymar lá em cima, já no fim da vitória nas quartas de final contra o Brasil. A segunda, com a perna, em um chute de Pavard. Pena para a Bélgica que a cabeçada de Umtiti era mesmo indefensável.

5. Antoine Griezmann

Griezmann França
Griezmann pode não ter sido brilhante, mas foi vital com quatro gols e duas assistências

Griezmann apareceu em momentos aleatórios, nunca fazendo uma grande partida de cabo a rabo, mas sempre sendo importante. As bolas paradas saiam de seus pés e elas foram vitais para a França. Na final da Copa do Mundo ele alçou a bola na área para o primeiro gol, contra de Mandzukic, e fez o segundo de pênalti.

Só um jogador teve pelo menos quatro gols feitos e pelo menos duas assistências nesta Copa. O nome dele é Antoine Griezmann. Não há mais o que dizer.

4. Eden Hazard

Hazard Belgica
Hazard foi a liderança técnica da Bélgica, que apresentou o futebol mais vistoso da Copa do Mundo

A ótima geração belga teve Eden Hazard como seu líder técnico, moral (capitão), camisa 10 e grande jogador. Com três gols e duas assistências na Copa, ele teve atuações para se guardar. Ele foi o maestro no jogo contra o Brasil, com Fágner e Fernandinho não conseguindo nem pegar sua sombra.

Contra a França foi o que mais tentou, mas esbarrou no bom sistema defensivo dos futuros campeões mundiais. Hazard e a Bélgica fizeram por merecer seu status desta vez e subiram no nível mais alto do escalão mundial.

3. N’Golo Kanté

N'Golo Kante França
Kanté solidificou seu nome no maior escalão do futebol mundial. Não há 1º volante melhor que ele

O mundo agora viu o que os torcedores do Leicester e do Chelsea já sabiam: Kanté é o melhor primeiro volante do mundo. Herdeiro de Claude Makelele, o baixinho é a energia que todo time gostaria de ter, seja marcando o craque adversário por todo o campo ou saindo com a bola de forma competente.

A França não levou gol em quatro dos sete jogos que fez, inclusive nas quartas e semis, e muito disso se deve ao meio-campista.

2. Luka Modric

Luka Modric Croácia
Modric foi o principal jogador da finalista Croácia, repetindo suas belas atuações do Real Madrid

Este é um dos óbvios. Nos esportes americanos, onde o uso de estatísticas beira a engenharia espacial, muitas vezes se diz que algum jogador específico é injustiçado pelos números porque o que ele faz bem é necessário para o time mas não se reflete nos dados.

Modric fez dois gols na Copa do Mundo, sendo um de pênalti. Só que sem ele, o time croata não chegaria à final da Copa do Mundo, superando três prorrogações e duas disputas por pênalti. Ele é o que dita o ritmo do jogo, a seleção de jogadas e o deslocamento dos outros 19 jogadores de linha. Merecido seu troféu de melhor da Copa.

1. Kylian Mbappé

Kylian Mbappe França
Mbappé deixou de ser promessa e se tornou realidade com apenas 19 anos

Mbappé chegou na Copa com moral já, tendo sido titular e grande jogador do PSG na temporada europeia. Mas ele saiu da Rússia como o melhor sub-20 desde Pelé em uma Copa do Mundo, autor de um belo gol na final , uma atuação histórica contra a Argentina e o título de campeão mundial, com quatro gols na trajetória.

Mbappé poderia ter perfeitamente levado o troféu de craque da competição, que acabou ficando com Modric. É bom Neymar ficar esperto porque ele terá um craque, campeão do mundo, francês e de 19 anos na companhia de ataque no PSG. Alguém duvida que ele se tornará o xodó da equipe e torcida?