Restam 8

12
Pela primeira vez na história a Inglaterra venceu uma decisão por pênaltis em copas do mundo

A Inglaterra afastou o ‘fantasma’ das decisões por pênaltis e foi a última seleção a ganhar vaga nas quartas de final da Copa do Mundo da Rússia de 2018. Os ingleses eliminaram os colombianos após viverem momentos de montanha russa no Mundial. Nas três vezes em que haviam precisado das definições em cobranças de penalidades máximas para decidir seu futuro em mundiais, os ingleses haviam perdido e voltado mais cedo para a casa.

A classificação do English Team parecia definida até o final do segundo tempo. O time vencia por 1 a 0, mas já nos acréscimos um gol do zagueiro Mina, ex-Palmeiras, provocou a realização da prorrogação. O tempo extra foi o único período sem grandes emoções. As seleções arriscaram pouco e preferiram tentar a sorte nos pênaltis.

Com um gol nos acréscimos, Mina conseguiu adiar, mas não evitar a festa inglesa

Os ingleses ficaram em desvantagem ao verem Henderson desperdiçar cobrança quando o placar era de 3 a 2 para a Colômbia. Porém, logo a seguir Uribe e Bacca não conseguiram mandar a bola para rede. Coube a Dier decretar a vitória por 4 a 3.

Ingleses vão pegar os suecos nas quartas de final

A Suécia será a rival da Inglaterra nas quartas de final. A partida está agendada para 11h (horário de Brasília) do sábado, 7 de julho. A classificação sueca foi obtida com a vitória por 1 a 0 em cima da Suíça.

O gol da classificação aconteceu de forma inusitada. O meia Emil Forsberg, campeão das assistências em seu país, recebeu passe de Ola Toivonen, que geralmente se beneficia de seus lançamentos, para colocar a bola na rede.

Acostumado a ser garçom, Fosberg assumiu papel de artilheiro e colocou a Suécia nas quartas

O English Team será apenas mais um time tradicional na trajetória de eliminações de gigantes que começou ainda nas eliminatórias europeias para a Copa do Mundo da Rússia de 2018. Os suecos deixaram Holanda (na fase de grupos) e Itália (na repescagem) pelo caminho. Já em solo russo, mandaram a Alemanha mais cedo para casa.

Quatro seleções buscam entrar no clube dos campeões mundiais

Dos oito times classificados para as quartas de final, metade já tem em sua galeria de troféus ao menos uma copa do mundo. Os outros quatro buscam entrar nesse clube, que teve seu mais recente membro aceito em 2010, na Copa do Mundo da África do Sul, quando a Espanha chegou à sua primeira conquista derrotando a Holanda, três vezes vice-campeão do mundo, na decisão.

Na primeira ponta da chave que direciona para a final estão três campeões mundiais. Dois deles vão abrir a fase de quartas de final na sexta-feira, 6 de julho. A França terá o Uruguai pela frente às 11h. O outro é o Brasil, que no mesmo dia, mas a partir das 15h, vai enfrentar a Bélgica, que jamais chegou à decisão.

Do outro lado, os novatos são três. Além dos suecos, que conseguiram disputar o título em 1958, quando sediaram o Mundial – mas foram derrotados pelo Brasil –  Rússia e Croácia também nunca venceram uma copa do mundo.

Eles vão entrar em ação no sábado, 7 de julho. O jogo entre Inglaterra e Suécia está marcado para 11h. Os donos da casa vão encarar os croatas a partir das 15h.

Kane dispara na artilharia do Mundial

A vitória não foi o único motivo para festa entre os ingleses. O atacante Harry Kane, que fez em cobrança de pênalti o gol que deu o empate no tempo regulamentar, aumentou sua vantagem na luta pela “chuteira de ouro da competição”.

Harry Kane
Em cobrança de pênalti, Harry Kane chegou ao seu sexto gol na Copa do Mundo

Ele marcou seis vezes nos três dos quatro jogos que participou na competição. O vice-líder nessa briga é o belga Romelu Lukaku, que também disputou três partidas e balançou a rede quatro vezes.