Palmeiras entre a realidade e o canto da sereia da tríplice coroa

24
Willian, Borja e Guerra
3 em 1: O Palmeiras tem chance de levar a Libertadores, o Brasileiro e a Copa do Brasil na mesma temporada

Saci-Pererê, Boitatá, Papai Noel, Coelhinho da Páscoa, político honesto. Todas essas figuras lendárias habitam o imaginário dos brasileiros. Porém, mais cedo ou mais tarde, as pessoas acabam caindo na real e se conscientizam da inexistência dessas figuras.

No mundo do futebol, a tríplice coroa é o equivalente das personagens que embalam as fábulas. Para muitos, a possibilidade de conquistar três títulos em uma mesma temporada simplesmente não existe.

Até mesmo para o técnico Luiz Felipe Scolari, do Palmeiras. Apesar de o time mostrar que tem condições de chegar à conquista e mostrar que ela não é parte de enredo de conto de fadas, tratou de dizer que não vai cair no canto da sereia. Disse isso após o clube derrotar o Atlético-PR, por 2 a 0, e ficar somente três pontos atrás do Internacional, líder do Brasileirão. De quebra, o time está nas semifinais da Copa do Brasil e quartas de final da Libertadores.

O Notícias Futebol desmascara a seguir algumas lendas sobre a tríplice coroa:

Afirmação 1: O Cruzeiro é o único clube do Brasil detentor da tríplice coroa

Mentira. O time mineiro realmente ganhou três títulos em um mesmo ano. Mas as conquistas não podem ser consideradas a tríplice coroa. Esse título, que é simbólico, implica a vitória no campeonato nacional – obrigatoriamente por pontos corridos ; na copa nacional; e no principal torneio internacional.

Então, no caso dos clubes brazucas, a tríplice coroa exige a vitória no Brasileirão, na Copa do Brasil e da Copa Libertadores da América. Em 2003, o Cruzeiro levou o título do Campeonato Brasileiro, da Copa do Brasil e do Campeonato Mineiro.

Vanderlei Luxemburgo
Vanderlei Luxemburgo, com o Cruzeiro, faturou três títulos em 2003, mas não era a tríplice coroa

Por mais que os estaduais tivessem importância maior antigamente, jamais um título mineiro poderá ser equiparado ao da Libertadores, ainda que tenha tido como condutor o ‘pofexô’ Vanderlei Luxemburgo, responsável por levar para a Europa a revolucionária tecnologia da caixa de areia para treinamentos, algo que os habitantes do Velho Continente até então acreditavam que era restrito para o uso dos gatos.

Afirmação 2: Mais de 100 anos de futebol mostraram que a perseguição da tríplice coroa é uma busca inútil

Mentira. Embora o futebol seja uma modalidade disputada há mais de um século, a possibilidade de faturar a tríplice coroa é bem mais recente. Na Inglaterra, que foi a precursora na disputa do campeonato nacional e da FA Cup, isso só foi possível a partir de 1955, quando foi disputada a primeira edição da Liga dos Campeões da Europa.

Ou seja, para fins estatísticos, a tríplice coroa é uma senhora de 62 anos. Nesse período, a conquista de um título continental casada com a vitória na copa e no campeonato nacional foi registrada em oito oportunidades. O Barcelona, por exemplo, fez isso duas vezes: 2008/2009 e 2014/2015. Celtic (1966/67), Ajax (1971/1972), PSV (1987/88), Manchester United (1998/99), Internaziolale (2009/2010), e Bayern de Munique (2012/2013) ganharam uma vez. Logo, trata-se de uma missão bastante difícil, mas longe de ser um objetivo que beira o impossível.

Lionel Messi
O Barcelona, de Lionel Messi, faturou a tríplice coroa por duas vezes

No caso brasileiro, estatisticamente é muito cedo para fazer qualquer tipo de afirmação a respeito. Isso porque o calendário em que a Copa Libertadores, o Brasileirão e a Copa Libertadores da América foi colocado em prática há apenas dois anos.

Afirmação 3: Existem outras formas de conquistar a tríplice coroa.

Algumas pessoas defendem outras “combinações” de competições para formar a tríplice coroa. São, no entanto, visões que contemplam mais postura de torcedores do que estatísticos. Acomodam, por exemplo, torneios como recopas ou supercopas, que são disputadas em uma ou duas partidas. Enfim, que não carregam a mesma importância das outras.

Competições como a Liga Europa eventualmente podem ser incluídas substituindo a Liga dos Campeões. Porém, é a mesma coisa que trocar o filé mignon por acém e dizer que tudo é bife. Tríplice coroa de verdade conta as principais competições em disputa. Nada de genérico.