Liverpool tenta manter a invencibilidade contra o Arsenal

22

Existem rivalidades violentas e brutais pelo mundo do futebol e isso não seria diferente na Inglaterra, onde o esporte é rei absoluto. Todavia, esse não parece ser o caso de Liverpool e Arsenal, times de sucesso gigante dentro do país da Rainha e, ainda assim, com torcidas que parecem se respeitar muito – e não é pra menos, já que esse clássico costuma proporcionar jogaços épicos e momentos que fazem a gente sorrir só pelo privilégio de estar assistindo.

Arsenal e Liverpool se encontraram recentemente pela Premier League, em Londres, e o resultado foi um empate dramático em 1×1. Com poucas exceções, aliás, é um confronto que não vê goleadas, mas sim vitórias magras ou empates com vários gols – uma delícia para os fãs de esporte, ainda que com certeza cause problemas cardíacos nos torcedores Reds e Gunners.

A rodada da Premier League que acontece a partir de hoje é 20ª, ou seja, a primeira do segundo turno, bem como a última do ano de 2018. O Liverpool é líder invicto, enquanto que o Arsenal amarga uma quinta posição desconfortável. A seguir vamos analisar com calma o que os torcedores e apostadores podem esperar desse clássico violentamente pesado em questão de camisa e história.

Títulos, camisa e história em campo: o que esperar de Liverpool x Arsenal

Pra ficar só em títulos ingleses, são um total de 31 entrando em campo mais tarde em Liverpool. Tá bom ou quer mais?

Klopp previu que iria demorar uns três anos, mais ou menos, para começar a ganhar títulos. Será que o alemão vai acertar?

Só estando muito por fora de futebol europeu pra não saber que o Liverpool é o time a ser batido na Premier League dessa temporada. Com o fim do primeiro turno, os Reds se tornaram o quarto clube da história a “virar” a temporada invictos, ao lado do próprio Arsenal de 2003-04 (depois campeão), Manchester United de 2010-11 (depois campeão) e o Manchester City da temporada passada (2017-18 – depois campeão). Já deu pra entender né?

Jürgen Klopp prometeu lá atrás, quando chegou na cidade dos Beatles, em 2015, que demoraria três anos para começar a conquistar títulos com o novo clube. É verdade que o técnico alemão é frequentemente motivo de chacota por não ter ganho nada até agora, mas esse tabu tem tudo para cair, e vencer o Arsenal diante da torcida vermelha em Anfield seria mais um passo firme em direção ao caneco. Seria a previsão de Klopp, afinal, se mostrando certeira.

Falar sobre a qualidade do Liverpool é chover no molhado, mas não custa lembrar: melhor defesa com apenas sete gols sofridos, segundo melhor ataque com 43 gols marcados, 16 vitórias, três empates e nenhuma derrota. É de tirar o fôlego.

O zagueiro Virgil Van Dijk e o goleiro Alisson Becker são as novas contratações que vieram compor parte essencial da defesa menos vazada da Premier League

O Arsenal, por sua vez, teve um começo de campeonato turbulento com a troca de técnico, perdendo para City e Chelsea e depois emendando uma sequência invicta incrível, até tropeçar no Southampton e perder por 3×2 duas rodadas atrás e depois empatar de novo com um time praiano pequeno – no caso, o Brighton. Estes jogos, aliás, serviram para mostrar com ainda mais clareza o que já estava ficando evidente por si só: a defesa dos Gunners é uma mãe, e das mais generosas, com um total de 25 gols tomados.

O problema começa como todos os problemas do Arsenal começam: o departamento médico está bombando mais que carnaval de Olinda. Monreal, Mavropanos, Holding e Bellerin são todos defensores que andam na enfermaria do Emirates Stadium (sem contar Mkhitaryan e Welbeck, meia e atacante respectivamente, também lesionados).

Não bastasse, o capitão Koscielny acabou de voltar de uma contusão que havia o tirado de campo por quase um ano. Mustafi é um zagueiro bem pouco confiável, de modo que quem carrega a defesa nas costas é o grego Sokratis Papastathopoulos – e um time que quer ser competitivo como o Arsenal não pode se ver numa situação assim.

Unai Emery está tendo uma boa primeira temporada com o Arsenal, mas os problemas começaram a aparecer

Levando tudo isso em conta, é lógico que todo o favoritismo é do Liverpool, e as odds em Betfair só confirmam isso: vitória dos Reds em casa paga só 1,44 para 1. Se o Arsenal levar a melhor, o prêmio é de 7,5 para 1. Uma boa ideia é tentar apostar em um placar exato. Empate por 2×2, por exemplo, paga 13 para 1.

Mais jogos da Premier League para ficar de olho

Enquanto o primeiro e o quinto colocados duelam em Anfield, o mais novo vice-líder Tottenham recebe o Wolverhampton em Londres. Vitória dos Spurs por 3×0 para 10 para 1 (e o time de Harry Kane faz gol adoidado, lembre-se). Quem também adora balançar as redes é o Manchester City, que pega o Southampton fora de casa. Embora os Saints tenham vencido o Arsenal, é difícil pensar que irão superar o City. De qualquer modo, vitória dos donos da casa pagam ótimos 11 para 1.

O Chelsea visita o imprevisível Crystal Palace (que derrotou o City fora de casa), e as odds em Betfair ficam em 4 para 1 se o derby londrino acabar empatado. Fechando a parte de cima da tabela, o Manchester United sob nova direção quer emendar a terceira vitória seguida sem Mourinho contra o Bournemouth no Old Trafford. Vitória dos Red Devils por 3×0 para 10 para 1.

Os seguintes jogos completam a rodada: Watford x Newcastle, Brighton x Everton, Fulham x Huddersfield Town, Leicester x Cardiff e Burnley x West Ham.

Comentários do Facebook