Rodrygo faz história com o Real Madrid e mais: o que vimos na rodada da UEFA Champions League

Chegamos ao fim de mais uma rodada da Liga dos Campeões, e vimos diversas goleadas, algumas surpresas e grupos começando a se definir pra valer. Vamos falar, então, sobre tudo o que rolou nos campos da Europa!

Show brasileiro no Real Madrid, que respira aliviado

A fase do Real Madrid era complicada, mas nada como uma goleada e um verdadeiro espetáculo diante da torcida em casa para espantar a má-fase.

Foi justamente o que os Merengues fizeram, vencendo o Galatasaray por 6×0, com o brasileiro Rodrygo quebrando vários recordes, incluindo dois gols mais rápidos feitos pelo mesmo atleta na competição, jogador mais jovem a fazer hat-trick na Champions e outros quatro (!). Com o resultado, o Real vai aos 7 pontos e só depende de si mesmo para avançar às oitavas.

Pelo mesmo grupo, o PSG venceu o Club Brugge por 1×0 em Paris, sem maiores complicações, e está matematicamente garantido na próxima fase.

Quem mandou bem e está sossegado

Lewandowski fez bonito no primeiro jogo do técnico interino do Bayern, Hans-Dieter Flick

Pelo grupo B, ambos Bayern de Munique e Tottenham venceram seus respectivos jogos e já estão de olho na próxima fase. O Bayern, já matematicamente nas oitavas, recebeu o Olympiakos na Allianz Arena e, embora tenha demorado para abrir o placar graças às defesas espetaculares do goleiro do time grego, venceu por 2×0. Já o Tottenham não tomou conhecimento do Estrela Vermelha e, fora de casa, enfiou 4×0 nos Sérvios.

A Juventus é outra que não pode mais ficar de fora das oitavas de final. O time italiano venceu o Lokomotiv Moscou na Rússia e matematicamente garante pelo menos o segundo lugar do grupo.

O atual campeão Liverpool fez direitinho a lição de casa e ganhou do Genk por 2×1 no Anfield, roubando a liderança do grupo E. Os Reds saíram na frente e chegaram a tomar o empate dos belgas, mas Chamberlain deu números finais à partida. O time inglês, porém, ainda não se classificou de vez.

Grupos enrolados e times preocupados

Uma coisa que não se vê todo dia: Walker, lateral do City, com uniforme de goleiro (e defendendo bem!)

Esses do título são a maioria, ainda mais depois de uma rodada com resultados inesperados.

No grupo C, o Manchester City fez a proeza de se embananar no jogo contra a Atalanta e ficou satisfeitíssimo com um empate em 1×1. Os Citizens saíram na frente, gol de Sterling, mas dali em diante as coisas desmoronaram.

Gabriel Jesus desperdiçou um pênalti ainda no primeiro tempo, e Ederson pediu para sair no intervalo, dando lugar a Claudio Bravo. A Atalanta empatou o jogo com poucos minutos da segunda etapa e, aos 35 minutos, o mesmo Bravo foi expulso, forçando Guardiola a tirar Mahrez e colocar o lateral Walker improvisado no gol – o jogador fez ótimas intervenções e garantiu o empate, aliás!

Depois do jogo bizarro, o City ainda é líder isolado, mas não está matematicamente nas oitavas, já que Dínamo Zagreb e Shakhtar Donetsk empataram com o outro por 1×1 e estão ambos com cinco pontos, cinco atrás do City.

No grupo do Liverpool, o Napoli vacilou e perdeu a liderança para os ingleses depois de não conseguir nada além de um 1×1 com o Red Bull Salzburg no Stadio San Paolo. Se tivesse ganhado, o time italiano estaria nas oitavas, mas agora precisa vencer pelo menos mais um jogo para chegar lá – e ainda há o duelo contra o Liverpool na Inglaterra pela frente, é bom lembrar.

O grupo G pode ser o patinho feio dessa Champions, mas está cheio de emoção. O líder RB Leipzig venceu o Zenit e fica sossegado na ponta, mas ainda não totalmente garantido. Logo atrás, o Lyon fez bonito, deu o troco no Benfica sobre o jogo da semana passada e agora é vice, dependendo apenas de si mesmo para chegar às oitavas.

Por fim, nenhum grupo está mais enroscado que o H, que viu Chelsea e Ajax fazerem um inacreditável 4×4 em Stamford Bridge. Os holandeses chegaram a abrir 4×1, com direito a dois bizarros gols contra dos Blues, mas cederam o empate e ainda viram dois atletas serem expulsos.

Nessas circunstâncias, o empate ficou barato, e o time continua dividindo a primeira posição com ambos Chelsea e Valencia, que venceu o Lille na rodada. Os três têm 7 pontos cada.

Quem fez feio

Não houve genialidade de Messi que salvasse o Barcelona de um empate sem gols com o azarão do grupo

A fase do Barcelona realmente não é boa. Depois de perder para o Levante em La Liga, o Barça não conseguiu dobrar o fraco Slavia Praga no Camp Nou e teve que se contentar com um 0x0 xoxo.

Com isso, os catalães veem o Borussia Dortmund se aproximar perigosamente depois de terem vencido a Inter de Milão de virada. Os italianos saíram na frente, mas não conseguiram se segurar no Signal Iduna Park e perderam por 3×2 – a vaga nas oitavas agora está perigosamente ameaçada e a Inter corre risco de não depender mais de si mesma para avançar.

O papelão da rodada, enfim, ficou por conta do Atlético de Madrid, que perdeu do Bayer Leverkusen depois de um jogo repleto de erros dos dois lados. Ganhou literalmente quem errou menos: o Leverkusen, que ganhou seu primeiro jogo e ainda sonha com uma vaguinha, mas depende de terceiros.

Odds para o título

Em Betfair, o favorito ao título da Liga dos Campeões é o Manchester City, com odds a 3,75 para 1. Logo depois vem o Liverpool, com 6,5 para 1. Barcelona e PSG aparecem empatados, com odds de 7,5 para 1. Completa o top 5 o Bayern de Munique, com odds de 8,5 para 1 em Betfair.

Comentários do Facebook