‘Upgrade’ falha e Atlético busca tri contra Olympique de Marselha

71
Parc Olympique Lyonnais
O estádio do Lyon, arquirrival do Olympique, será a sede da decisão da Liga Europa

O Atlético de Madrid bem que tentou nos últimos anos fazer um ‘upgrade’ em seu status no cenário do futebol europeu. Nas temporadas 2013/2014 e 2015/2016, chegou à decisão da Liga dos Campeões. Só conseguiu aumentar para três o número de tentativas fracassadas de levar para sua galeria de troféus a taça do mais importante torneio de clubes do Velho Continente.

Na temporada atual, fracassou ainda mais cedo. Ao ficar em terceiro lugar na fase de grupos da UCL (Uefa Champions League), foi ‘rebaixado’ para a Liga Europa, onde tem a chance de chegar ao tri. Nesta quarta-feira, 16 de maio, fará a decisão da edição 2017/2018 da Europa League contra o Olympique de Marselha, no Parc Olympique Lyonnais, em Lyon.

Parc Olympique Lyonnais
O estádio do Lyon, arquirrival do Olympique, será a sede da decisão da Liga Europa

O pontapé inicial está marcado para 15h45 (horário de Brasília) e a definição acontecerá em jogo único. Dessa maneira, se houver empate ao final do tempo regulamentar será realizada prorrogação de 30 minutos. Se a igualdade permanecer no placar, a decisão acontecerá em cobranças de pênaltis.

Em casa, mas nem tanto

Beneficiado por chegar à decisão justamente no ano quem que França teve uma de suas cidades escolhida como sede para a decisão da Liga Europa, o Olympique de Marselha terá o direito de jogar ‘em casa’. Porém, isso não significa muito.

Afinal, a maior parte dos ingressos para o duelo foi dividido entre torcedores de dois clubes. Os tíquetes negociados sem direcionamento deram resultado, em sua grande maioria, em apoio maior para o Atlético de Madrid. Afinal, os torcedores locais, do Lyon, tem o Olympique de Marselha como seu principal rival e, dessa maneira, devem preferir uma vitória espanhola a ter que aplaudir o adversário.

Defesa é a marca registrada do time de Simeone

Campeão da Liga Europa nas edições 2009/2010 e 2011/12, o Atlético de Madrid tem no sistema defensivo extremamente eficiente sua marca registrada. Em 37 partidas do Campeonato Espanhol 2017/2018, por exemplo, sua meta foi vazada apenas 20 vezes, média de 0,54 tento/partida. Um número excelente.

Filipe Luís
Convocado para a Copa da Rússia, o brasileiro Filipe Luís deve ficar de fora da decisão

Porém, o técnico argentino Diego Simeone tem dois problemas no setor. Um deles é o lateral-esquerdo brasileiro Filipe Luís, que nesta semana foi convocado para disputar a Copa do Mundo da Rússia de 2018. Em processo de recuperação de cirurgia, não deve ser relacionado entre os titulares, ficando como opção no banco.

Outra dúvida acontece em relação ao uruguaio José Maria Gimenez. O zagueiro está em processo de recuperação de lesão muscular. Dificilmente será escalado, mas não teve seu veto anunciado oficialmente.

Autor do gol da classificação é dúvida no Olympique

O time francês também tem suas dúvidas para definir a escalação. A maior delas é em relação ao zagueiro português Rolando. Ele foi o herói da classificação para a final. Depois de vitória por 2 a 0 em casa contra o Salzburg, o Olympique perdeu por 2 a 0 na Áustria. Garantiu sua vaga graças a um gol do defensor na prorrogação.

Rolando
O português Rolando (centro), autor do gol da classificação, é dúvida para a partida

O atleta de Portugal sofreu uma lesão na panturrilha. Ficou fora da partida contra o Guingamp (empate por 3 a 3) no Campeonato Francês e será novamente examinado para saber se terá condições de ficar à disposição. Na mesma situação está o atacante grego Konstatinos Mitroglou, o MitroGol. Porém, em seu caso, mesmo que seja liberado o técnico Rudi Garcia deve mesmo relacioná-lo para o banco de reservas deixando como opção para buscar uma reação caso o time esteja em desvantagem no marcador.

O Olympique não ergue um troféu deste a temporada 2011/2012, quando ganhou a Copa da França. O Atlético foi campeão espanhol na temporada 2013/2014 já na Era Simeone.