Por vias tortas, um espanhol pode mudar a correlação de forças entre a Premier League e LaLiga, que são as duas ligas nacionais de futebol com maior visibilidade em todo o planeta tendo seus jogos transmitidos ao vivo para centenas de países.

Embora a disputa pela audiência sempre fosse focada dos muitos craques que habitam os gramados ingleses e espanhóis, a maior competitividade sempre fez com que o Campeonato Inglês vencesse, ao menos na opinião da grande maioria dos especialistas, o título nesse mata-mata pelo título de melhor torneio.

Pep guardiolo
O espanhol Pep Guardiola liquidou no comando do Manchester City a tese de que o Campeonato Inglês possuía alta competitividade

Essa ‘conquista’ se reflete diretamente na venda dos direitos para transmissão pela TV. Há uma maior valorização em favor da Premier League, uma vez que LaLiga, como uma vez disse o comentarista esportivo Paulo Vinícius Coelho, atualmente trabalhando no canal de TV Fox Sports, era o “melhor Gauchão do mundo”, já que se limitava a uma disputa entre Barcelona e Real Madrid pelo título.

City reduz grau de competitividade na Inglaterra

Tal situação do Campeonato Espanhol não mudou muito. Com o Real Madrid fora do páreo, o Barcelona segue calma e tranquilamente para mais uma conquista, que pode entrar para a história por ser invicta. Tem 75 pontos (23 vitórias e seis empates). Restando nove jornadas para o final, são nove a mais que o Atlético de Madrid, vice-líder.

O que mudou radicalmente nesse cenário foi a perda da competitividade que era a marca do Campeonato Inglês. Há bem mais tempo o título é considerado ganho pelo Manchester City, que apenas aguarda a confirmação matemática de que não pode ser superado para aumentar sua coleção de troféus.

Depois de contratar o técnico Pep Guardiola, considerado o melhor treinador do planeta, o time azul de Manchester investiu mais de R$ 1 bilhão na contratação de reforços e abriu vantagem em relação aos rivais superior àquela o Barcelona tem de frente na comparação com os principais adversários. Depois de 30 partidas realizadas, o City tem 81 pontos (26 vitórias, três empates e uma derrota). São 16 a mais que o vice-líder Manchester United.

Batalha se transfere para torneios internacionais

Esse debate sobre quem tem a melhor qualidade técnica ganhou força justamente no confronto entre Manchester United e Sevilha pelas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa. Os espanhóis despacharam o vice-líder da Premier League em pleno estádio de Old Tradfford depois de mostrarem superioridade técnica também no primeiro confronto, em seus domínios.

Sanchez x sevilla
A eliminação do Manchester United pelo Sevilha na Liga dos Campeões inflamou os defensores do futebol espanhol

Foi o suficiente para inflamar os defensores da tese de que LaLiga tem o melhor futebol do mundo. Afinal, o time de Sevilha é apenas o sexto colocado no Campeonato Espanhol. Não é, naturalmente, o único argumento. O maior de todos é a superioridade de Real Madrid no cenário continental. O time detém 12 títulos da Liga dos Campeões. Nessa lista estão as duas edições mais recentes.

As conquistas tanto do Real quanto do Barcelona eram desprezadas pelos admiradores do futebol inglês, que se apegavam justamente na maior competitividade para indicar a Premier League como melhor torneio do planeta afirmando que equilíbrio em alto nível tornava a disputa superior ao que acontecia em LaLiga.

Isso, na prática, não aconteceu na temporada atual. Se comparadas as campanhas dos times de Espanha e Real nos torneios continentais, os resultados mostram vantagem ainda maior para os espanhóis. Na Liga dos Campeões, o país tem três representantes nas quartas de final. Barcelona, Real e Sevilha seguem na briga pelo título. Os ingleses colocaram dois representantes: Manchester City e Liverpool, que estarão frente a frente na luta pela sobrevivência.

Villarreal x Atletico Madrid
Depois de alcançar duas finais da Liga dos Campeões, o Atlético de Madrid é favorito a ficar com a taça da Liga Europa

Na Liga Europa, que teve o United como campeão na temporada passada, mas nos últimos anos aponta um amplo domínio espanhol, o Atlético de Madrid é considerado o maior favorito para ficar com o troféu na temporada atual. O Arsenal é o representante inglês que resta na tentativa de colocar um pouco mais de pimenta nessa discussão. No final das contas, essa batalha acaba gerando mais adeptos para os dois lados e tornando os dois torneios dominantes ao redor do planeta.