A Liga Espanhola de Futebol – conhecida como La Liga – é um imã para os grandes jogadores do futebol mundial há mais de uma década. Mesmo com a dominância de duas equipes, os melhores atletas do esporte adoram ir jogar no Real Madrid e Barcelona e jogadores de outras equipes também ganharam grandes vitrines atuando por equipes como Atlético de Madrid, Valencia, Sevilla e por aí vai.

Por isso a tarefa de escolher os cinco melhores jogadores não é nada inglória, já que só estamos falando da nata da nata do futebol.

5
Gerard Pique é um dos melhores de sua posição há quase uma década

Gerard Pique – Barcelona

Pique e Sergio Ramos são parte intrínseca à rivalidade Real Madrid e Barcelona hoje e para sorte da Espanha, ambos formam a dupla de zaga da seleção. Os dois poderiam estar nesta lista, apesar de suas equipes serem verdadeiras potências ofensivas. Mas nesta temporada, não há como não colocar Pique nesta lista sendo que o Barcelona levou apenas 13 gols no campeonato e ainda não perdeu um jogo.

Há anos Pique é um zagueiro de posicionamento incrível, grande capacidade técnica, altura ideal para o jogo aéreo defensivo e ofensivo e ainda tem uma saída de bola acima da média. Desde que Pep Guardiola trouxe ele de volta para Barcelona, o time pode começar uma jogada tocando com seus zagueiros porque Pique sabe fazer isso.  Ou seja, ele é fundamental para toda a engrenagem do Barcelona funcionar, defensiva e ofensivamente.

4

Luis Suárez – Barcelona

Antes da temporada começar, todos diriam que para o Barcelona sem Neymar dar certo, Messi e Suárez teriam que subir um nível. O primeiro conseguiu isso. Suárez, no número de gols pelo menos, está mais tímido. E isso não significa tanto. O uruguaio não está tão matador, mas está sendo inteligente, puxando a marcação, abrindo espaços e sendo o primeiro na linha no sistema defensivo, com sua energia que parece interminável.

E ele ainda tem 21 gols, sendo o terceiro na lista de goleadores atrás dos eternos Messi e Ronaldo. Ou seja, Suárez é um centroavante que consegue impactar em todas as fases do jogo e ainda fazer o seu principal: gols.

3

Antoine Griezmann – Atletico de Madrid

O francês não começou bem, após mais especulações que ele iria embora. Diego Simeone até chegou a fazer um comentário publico que muitos entenderam como uma alfinetada a seu camisa 7. Segundo seu treinador, o Atlético não tinha um jogador que fizesse a diferença.

Mas após mais rumores que sua contratação pelo Barcelona já está sacramentada, o rápido e habilidoso atacante voltou a sua melhor forma. Ele fez quatro gols em uma partida, punindo o Leganés, um jogo depois de ter feito três contra o Sevilla.  Em um time que tem como marca registrada a defesa, Griezmann é a válvula de escape e a ameaça ofensiva que fez o Atletico nos últimos anos ser temido também na Europa.

Cristiano Ronaldo – Real Madrid

A temporada do Real Madrid não é boa, sendo salva até o momento por ter conseguido eliminar o Paris Saint-Germain com duas vitórias. Mas Cristiano Ronaldo não tem culpa disso. Ele continua com sua produção ofensiva quase inacreditável. Na Liga ele tem 22 gols até o momento, salvando o Real Madrid em muitos jogos.

Sem contar com Bale a seu lado por lesões e com Benzema em má fase técnica, Cristiano Ronaldo mostra porque é cinco vezes o melhor do mundo ao decidir partida atrás de partida.

1
Lionel Messi conseguiu deixar seu jogo ainda mais completo nesta temporada

Lionel Messi – Barcelona

É óbvio que em uma lista como esta não poderia faltar o nome de Lionel Messi. Com a saída de Neymar, a principal curiosidade no mundo do futebol seria ver como o Barcelona se comportaria, sem uma estrela e com o novo treinador Ernesto Valverde. Por enquanto a resposta envolve 29 partidas disputadas, 0 derrota e uma liderança confortável.

E muito disso se deve a Messi, que está com 25 gols e além de ser uma ameaça a cada vez que toca na bola, parece que ainda tem espaço para desenvolver. Pegando a bola mais próximo da defesa e cobrando faltas com uma produtividade incrível, Messi fez esse Barcelona subir um nível mesmo sem um dos melhores jogadores do mundo a seu lado.