Com Guardiola, Campeonato Inglês sofre processo de espanholização

23
Pep Guardiola
O sucesso de Guardiola deu uma nova cara ao Campeonato Inglês, que começa nesta sexta-feira

O maior orgulho da Premier League está em risco. A entidade inglesa sempre divulgou aos quatro ventos que sua forma de distribuir a bilionária arrecadação com vendas de direitos de TV e publicidade tornava seu torneio o de menor diferença técnica e financeira na comparação entre as maiores ligas nacionais de futebol do planeta.

Porém, o processo de ‘espanholização’ chegou. Pelo menos é o que indicam os especialistas das casas de apostas com as cotações oferecidas para palpites em longo prazo sobre quem vai levar o título do Campeonato Inglês em sua temporada 2018/2019. Raramente se viu uma diferença tão grande nas perspectivas entre os top 6, aqueles que quase sempre são indicados como candidatos ao título.

Em Betfair, uma das maiores casas de apostas online do mundo, o favoritismo é dado ao Manchester City, atual campeão, com prêmio de 1,6 para cada real obtido de acordo com dados extraídos às 7h51 de quinta-feira, 14 de agosto.

Antes de a bola rolar, o prêmio era de 1,67, mas foi reduzido depois da convincente vitória contra o Arsenal, em Londres, por 2 a 0, na partida de estreia, em que o time ainda não contava com aquele que é o maior responsável pela armação de seu jogo dentro das quatro linhas. O meia belga Kevin de Bruyne começou entre os reservas e só entrou em campo na etapa final quando os visitantes haviam encaminhado a vitória.

O Liverpool é o único que se aproxima dos azuis, com retorno de 4,8 por 1 em caso de ficar com taça. O prêmio oferecido era de 5 para cada real apostado, mas acabou sendo reduzido após a estreia convincente dos vermelhos que, em casa, golearam o West Ham por 4 a 0 mostrando, de fato, que são candidatos a levar a taça.

Os outros gigantes ficam muito distante nas previsões. Na prática, Manchester United (19), Chelsea (19,5), Tottenham (22) e Arsenal (50) podem ser considerados zebras na avaliação dos prêmios oferecidos pelo site de jogos online. Os outros 14 clubes, então, podem ser carimbados como azarões.

Espanhol comanda o processo

Enfim, são cotações no padrão espanhol, onde a disputa praticamente se restringe ao duelo entre Barcelona e Real Madrid, com raros intrusos nessa briga. Esse processo de ‘espanholização’ da Premier League é comandado justamente por aquele que ganhou no Barça a fama de maior técnico do mundo.

O estilo implantado por Pep Guardiola em sua segunda temporada no comando do Manchester City mostrou que há outras maneiras de chegar ao título do Campeonato Inglês do que o estilo de marcação intensa, jogadas rápidas e contra-ataques que conduziram os mais recentes campeões.

Com o toque de bola que se tornou marca registrada do multicampeão Barcelona e da seleção da Espanha, duas vezes vencedora da Eurocopa e vencedora da Copa do Mundo de 2010 na África do Sul, ele levou seu clube a quebrar recordes. Terminou a temporada passada com 100 pontos conquistado, melhor ataque e defesa menos vazada.

Seu antagonista na luta pela hegemonia é o alemão Jurgen Klopp, que é adepto de um futebol baseado em habilidades individuais, justamente como faz o Real Madrid. Por isso, o time vermelho de Liverpool abriu o cofre para contratações como a do goleiro brasileiro Alisson, que custou quase R$ 300 milhões, e de outros nomes para que consigam dar mais opções de revezamento ao longo da temporada.

Chelsea traz ‘genérico’ de Guardiola

O processo de ‘espanholização’ chegou também aos clubes. Sem poder contar com Pep Guardiola, o Chelsea optou por um “genérico” do treinador do Manchester City. Contratou o italiano Maurizio Sarri, declarado fã daquele que considera o melhor técnico do mundo. Nos três anos que comandou o Napoli, mostrou-se apóstolo de Guardiola implantando ao pé da letra o estilo de jogar defendido por ele.

Conseguiu chamar a atenção dos especialistas de futebol, mas não produziu o que mais se esperava: títulos. Por isso acabou sendo demitido pelo clube do sul da Itália. Na Inglaterra, com mais recursos financeiros, tentará fazer sombra ao criador.

Terá, no entanto, que lidar com um problema extra. Enquanto Guardiola tem autonomia total para comandar o futebol do City contratando os jogadores que deseja, Sarri precisa driblar a indecisão e demora dos cartolas do Chelsea, que esperaram até o último minuto da janela de transferência inglesa para abrirem os cofres e contratarem o goleiro Kepa Arrizabalaga, de 23 anos, reserva da seleção espanhola. Pagaram cerca de R$ 350 milhões ao Athletic de Bilbao tornando o substituto de Thibaut Courtois o goleiro mais caro do mundo. Até então, esse recorde era do brasileiro Alisson. A marca durou menos de duas semanas.

Transição faz com que equipe de Londres fique fora da lista de favoritos

A expectativa de que esse processo de transição da maneira de jogar faz com que os Blues sejam descartados na lista de maiores candidatos a levar o troféu da Premier League, que faturaram em 2016/2017. Até porque ainda paira no clube a ameaça de perder o meia Eden Hazard.

Eden Hazar
Em transição, Blues podem perder Eden Hazard, seu maior craque

O titular da seleção belga pode ter o mesmo destino de Courtois. Como a janela de transferência na Espanha vai seguir até o começo de setembro, o Real Madrid deverá insistir em sua contratação para repor a perda de Cristiano Ronaldo, que foi para a Juventus, da Itália. Apesar dessas ameaças, o começo do Chelsea foi animador. Como visitante, o time londrino aplicou 3 a 0 sem sustos no Huddersfield.

Kane é outro que pode deixar disputa pelo caminho

Hazard, que foi acionado durante 14 minutos no jogo de estreia, não é o único que pode começar a disputa da Premier League, mas não chegar a final.  Harry Kane, artilheiro da Copa do Mundo da Rússia com seis gols, do Tottenham, também é alvo de especulações.

Harry Kane
Harry Kane é favorito nas apostas para artilharia, porém pode não ficar até o final do Campeonato Inglês

A primeira delas já foi descartada. O United, que desejava levá-lo, não conseguiu fechar o negócio até o final do prazo para transferências na Inglaterra. Assim, quem resta na tentativa de levar o atleta é justamente o Real Madrid. O desenrolar dessa novela afeta diretamente nas apostas sobre quem vai levar a chuteira de ouro na Premier League. Kane é favorito absoluto na briga pela artilharia do torneio. Se deixar o Tottenham, que gastou muito na construção de seu novo estádio e limitou os investimentos no elenco, pode acabar facilitando a vida do belga Romelu Lukaku, que foi desprezado pelo United, mas aparece como maior rival do inglês na luta pela artilharia.

Segunda rodada tem novo clássico no caminho do Arsenal

Os Gunners foram os mais abalados em termos de cotações na primeira rodada. Apareciam com prêmio de 24 por 1 em caso de título e viram o retorno subir para 50 depois de apanharem, em casa, do Manchester City.

A tabela da Premier League, no entanto, não concedeu vida fácil ao time comandado por Emery nesse começo de temporada. Na segunda rodada, a tentativa de reabilitação será em outro clássico, dessa vez local. O Arsenal vai encarar o Chelsea em Stamford Bridge.

A rodada de número dois vai começar no sábado, 18 de agosto, e prosseguir até segunda-feira, 20 de agosto. Veja a seguir qual a programação de partidas:

Horário (de Brasília)DiaJogo
8h30SábadoCardiff x Newcastle
11hSábadoEverton x Southampton
11hSábadoLeicester x Wolves
11hSábadoTottenham x Fulham
11hSábadoWest Ham x Bournemouth
13h30SábadoChelsea x Arsenal
9h30DomingoWatford x Burnley
9h30DomingoManchester City x Huddersfield
12hDomingoBrighton x Manchester United
16hSegundaCrystal Palace x Liverpool