Manchester United ainda sonha com busca pelo título, mas precisa vencer

27
mourinho

Um dos grandes momentos do Campeonato Inglês acontece entre dezembro e janeiro. Enquanto outras ligas pegam leve entre essas datas comemorativas, a Premier League acelera com diversos jogos que são importantíssimos na disputa pelo título. Ainda mais neste ano.

O Manchester United segue como segundo colocado apesar do decepcionante empate para o Burnley no Old Trafford, já que o Chelsea mesmo vencendo o Brighton, ficou um ponto atrás, 43 a 42.

O problema do United não é essa encostada do time londrino e sim o distanciamento cada vez maior de seu rival da cidade, o Manchester City. Em meio a uma sequência incrível de vitórias, o City começa a fazer os diabos vermelhos pensarem que seu arquirrival é algo tão distante quanto a lua, não só na tabela – a diferença está em 15 pontos – mas também em campo. No último confronto entre os dois, na casa do United, o City somou mais um triunfo na temporada.

Mas como não adianta reclamar, a 21ª rodada está ai, já neste sábado contra o Southampton, fora de casa. O time do sul da Inglaterra é atualmente o 14º colocado e vem em má fase na competição: na última rodada o time foi goleado pelo Tottenham por 5 a 2 na capital do pais e não vence desde a 13ª rodada, quando goleou o Everton por 4 a 1.

Pior: o time acabou de vender o defensor Virgil Van Dijk para o Liverpool, que não estava mostrando mais o mesmo futebol após ter sido sondado por outros clubes ingleses e o Southampton não ter aceitado vender. A equipe finalmente teve que ceder mas conseguirá uma bela recompensa em troca. A transferência custará 75 milhões de libras para a equipe da cidade dos Beatles, recorde na história do futebol por um jogador de defesa.

Todo esse dinheiro pode melhorar o Southampton, mas não a curto prazo e com certeza não para o jogo contra o Manchester United, que precisa da vitória urgentemente e não terá pena da equipe do Sul da Inglaterra, que está a apenas dois pontos do primeiro time na zona de rebaixamento, o Bournemouth.

Curiosamente, o Manchester United foi envolvido nessa questão de dinheiro exorbitante nas transferências quando José Mourinho declarou que seu time não está investindo de forma suficiente para concorrer com outras potências financeiras como o próprio City. Os dois últimos empates na competição – além do Burnley, o time também empatou com o Leicester – parecem ter derrubado o ânimo no lado vermelho de Manchester.

As declarações de Mourinho parecem ter sido entendidas por muitos como uma críticas aos próprios jogadores e o português tem um histórico de causar desgaste com seus jogadores em outros clubes que passou como Chelsea e Real Madrid.  Caso isso esteja acontecendo, Jesse Lingard não foi informado e seus dois gols salvaram o United de uma derrota na última partida. A volta de Zlatan Ibrahimovic aos poucos também pode empurrar o time, sendo que ele já foi titular no último jogo e pode seguir com o mesmo status no sábado contra o Southampton.

O fato é que tanto o United como o Southampton precisam muito da vitória: o primeiro para seguir sonhando com a difícil tarefa de vencer a Premier League, algo que não acontece desde que o lendário Sir Alex Ferguson deixou seu cargo de treinador. Já o Southampton precisa fugir da temida zona do rebaixamento. Mas parece que algumas crises internas e o mercado de transferências estão causando tensões dentro dos clubes. E isso não é nada bom durante janeiro, quando a janela de negociações está aberta.