Espanha empurra Uruguai para Portugal e o drama da Argentina

24
Ronaldo Irã

A segunda-feira da Copa do Mundo foi um dia de surpresas. E a terça-feira será o dia do drama da Argentina. Sim, estou sempre fazendo suspense nestas introduções, mas prometo que o artigo será saboroso.

E como começar ele com a quase trapalhada da Espanha e Portugal dando uma bobeada que pode custar uma eliminação já nas oitavas.

Portugal x Uruguai nas oitavas

Depois que o Uruguai jogou um banho de água gelada nos anfitriões russos, com um 3 a 0 fora o baile, o Grupo B, mais precisamente Espanha e Portugal, tinham que ficar espertos para liderar sua chave e fugir dos campeões da Copa de 1930 e 50.

Portugal abriu o placar contra o Irã e a Espanha ficou atrás, 1 a 0, contra o até então zerado Marrocos. A defesa marroquina funcionou bem contra os campeões em 2010, que chegaram a empatar, mas viram os africanos fazer 2 a 1.

Esse resultado poderia ser trágico, já que uma vitória do Irã daria a classificação para os persas. E o time reagiu contra Portugal, com pênalti errado de Cristiano Ronaldo e um gol de pênalti a favor. E muito VAR: os dois pênaltis foram revisados, assim como o gol de empate da Espanha, de Iago Aspas.

Ou seja, o que era para ser duas vitórias dos ibéricos se tornaram dois empates e a Espanha passando em primeiro mesmo jogando mal. E enfrentando a Rússia nas oitavas, o que pode ser considerado um golpe de sorte.

Cristiano Ronaldo terá que encarar o Uruguai de Luis Suarez, Edinson Cavani e toda a garra e vontade habituais. A seleção da América do Sul não é uma máquina tecnicamente, mas quantas vezes vimos essa seleção passando por desafios complicados com uma mistura de disciplina tática, luta por todas as bolas e um golzinho de seus atacantes de ponta?

Não espera muitos gols em Portugal x Uruguai. Mas espere um jogo sensacional e brigado.

Messi Argentina
O sofrimento de Messi e a Argentina terá mais um capítulo. E ele pode ser o final

O drama da Argentina e seu possível capítulo final

Depois da vergonhosa derrota para a Croácia, o treinador Jorge Sampaoli teve que basicamente mudar de nacionalidade. Até especulação de uma demissão antes da partida final do grupo rolou.

No fim, parece que foi quase isso: segundo boatos, os jogadores teriam assumido o comando da barca quase furada e ditado o que aconteceria. Angel Di Maria, barrado antes do segundo jogo, atuará no terceiro. No gol, Willy Caballero sai e Franco Armani, do River Plate, entra.

Uma coisa é necessária antes de pensar em qualquer outra coisa: bater a Nigéria, hoje dona da segunda vaga. E torcer para que a Islândia não vença a classificada Croácia. Caso a seleção da ilhota do norte do Mundo vença, a Argentina precisa matar saldo de gols, que hoje está em -3 pros bicampeões e -2 pros islandeses.

Ou seja, será um drama, mas são as grandes as chances que a Islândia não consiga seu resultado contra os croatas e no fim a vaga fique mesmo entre os africanos e os argentinos.

Temos que considerar Lionel Messi? Óbvio. Na última vez que o time ficou com as costas na parede, Messi fez três gols contra o Equador em Quito e classificou o país para a Copa. Mas a Nigéria mostrou bola contra a Islândia, com Musa fazendo dois gols.

Já a Argentina só deu vexame: treinador perdido, Javier Mascherano basicamente comandando o treino, torcida e imprensa batendo na equipe e Lionel Messi completamente apático.

Mas sabe o que seria mais divertido? Ver a Argentina se classificar na bacia das almas e vendo o que pode acontecer no mata-mata. Como um bom tango, esse cenário seria uma dose de sofrimento a mais.