Favoritaços entram em cena na Copa do Mundo da Rússia

15
Lionel Messi

Quarto dia de disputa da Copa do Mundo da Rússia, o domingo, 17 de junho, marcará a estreia das duas seleções que são apontadas como as maiores favoritas ao título pelas casas de apostas. A partir das 15h (horário de Brasília), o Brasil, mais cotado para ficar com o troféu, vai enfrentar a Suíça.

Casemiro (à esq.) e Neymar
Casemiro (à esq.) e Neymar estão confirmados entre os titulares para a estreia da seleção brasileira

Um pouco antes, às 12h, será a vez da Alemanha, atual detentora da taça, encarar a Suíça. A programação ainda tem como aperitivo o encontro Costa Rica x Sérvia, às 9h, pelo grupo E, o mesmo da seleção brasileira.

Tite mantém time que disputou o último amistoso

O técnico Tite não deixou espaço para surpresas na escalação. Anunciou que vai repetir a mesma formação que derrotou a Áustria, por 3 a 0, no último amistoso preparatório para o Mundial russo. Assim, o Brasil entrará em campo com: Alisson; Danilo, Miranda, Thiago Silva, Marcelo; Casemiro, Paulinho, Philippe Coutinho; Neymar, Willian e Gabriel Jesus.

O mistério em relação a quem será o capitão também foi esclarecido. A faixa ficará no braço do lateral-esquerdo Marcelo, do Real Madrid. Pelo menos no primeiro jogo, uma vez que Tite antecipou que deve manter sua política de revezamento até o final da Copa do Mundo da Rússia de 2018.

Marcelo
O lateral-esquerdo Marcelo foi escolhido para ser o capitão da seleção contra a Suíça

É a opção mais ousada do treinador, que em jogos diante de equipes que também sejam rotuladas como favoritas ao título pode colocar Fernandinho no lugar de um dos meias de criação (Philippe Coutinho e Willian) ou mesmo na vaga de um dos atacantes se ao longo da partida tentar segurar resultado favorável.

No sábado, Argentina estreou com tropeço

A mais instável equipe entre as que ostentam o título de campeã do mundo, a Argentina mostrou o que era esperado na partida de estreia na Copa do Mundo da Rússia. No sábado, 16 de junho, não passou do empate com a Islândia por 1 a 1. Pressionou, criou oportunidades de marcar, mas só conseguiu colocar a bola na rede uma vez. Foram 26 tentativas de finalização, sendo que somente sete delas acertaram o alvo. Até mesmo Lionel Messi, o maior astro da companhia, desperdiçou uma cobrança de pênalti.

Lionel Messi
O craque argentino Lionel Messi desperdiçou uma cobrança de pênalti contra a Islândia

Isso permitiu à Croácia assumir a liderança da chave. Os croatas confirmaram seu favoritismo marcando 2 a 0 na Nigéria no último jogo da programação de sábado. O resultado, no entanto, pode até ser considerado enganoso. Os africanos finalizaram mais vezes (14 a 11) e o número de tiros no alvo foi o mesmo (dois). Porém, um gol contra (Etebo) e uma cobrança de pênalti executada por Modric garantiram os três pontos na conta.

Sábado sul-americano ainda teve derrota peruana

O sábado não foi dos melhores para as equipes da América do Sul. O Peru fez sua estreia contra a Dinamarca e foi derrotado por 1 a 0 em sua primeira participação em copas do mundo desde 1982. Os peruanos até tiveram a chance de abrir o marcador. Mas o meia são-paulino Cueva desperdiçou cobrança de pênalti.

No outro jogo da chave, a Austrália até surpreendeu com uma boa atuação. Mas acabou perdendo para a França, que fez 2 a 1 graças ao uso da tecnologia. No primeiro gol, o árbitro uruguaio Andrés Cunha usou pela primeira vez em um mundial o vídeo para assinalar o pênalti que permitiu a Antoine Griezmann a abrir o marcador. Na hora do lance, havia mandado a jogada seguir. Foi alertado do equívoco pelo árbitro de vídeo.

Antoine Griezmann
O francês Antoine Griezmann mandou para rede o pênalti assinalado com ajuda do árbitro de vídeo

O segundo tento contou com uma tecnologia que estreou na Copa do Mundo de 2014, do Brasil. O chip mostrou que a bola chutada por Pogba cruzou inteiramente a linha do gol tendo, dessa maneira, o tento sido validado com o auxílio eletrônico.