Palmeiras x Santos pode ser mais importante do que você imagina

50
Gustavo Henrique Santos

Rivalidades no futebol podem esquentar e esfriar ao longo dos anos. São Paulo e Corinthians pegou fogo no meio dos anos 2000. Corinthians e Palmeiras, que é o maior clássico paulista, teve uma período incendiário no fim dos anos 90.

Nos últimos cinco anos, o Choque-Rei teve grande importância, especialmente na final do último Campeonato Paulista. Mas Palmeiras e Santos teve grandes momentos, com a final da Copa do Brasil e decisões no Campeonato Paulista com uma certa animosidade. Uma careta de Ricardo Oliveira causou uma celeuma até ridícula.

E hoje, mesmo sendo pela primeira fase do Campeonato Paulista, ele significa mais que apenas os três pontos. Vou começar pelo viés mais filosófico – não vou citar Kant, calma – e depois o objetivo, para o campeonato.

Duelo de ideias

Não importa que Jorge Sampaoli deva poupar alguns titulares, entre eles o sensacional Carlos Sanchez e o até agora e completamente surpreendente melhor jogador do campeonato, Jean Mota. O Santos vai jogar do mesmo jeito.

Isso é suicídio? Deve ser. Pode ter jogos como o contra o Ituano? Sem dúvidas. Mas que é divertido de ver, isso é.

Os jogos do Santos, não importa se é 7 a 1 a favor, 5 a 1 contra ou a 1 a 0 aos 48 do segundo tempo seguem um padrão similar. O time tem a bola por mais tempo que o rival, os zagueiros abrem quase como laterais, os laterais/alas ficam na segunda linha, o volante (Alisson normalmente) vira quase um terceiro zagueiro e os meias também voltam.

Vanderlei não dá chutões, o time cria muitas chances de gol – ainda perde oportunidades demais – a bola aérea é bem executada na defesa e ataque e o time faz algo que a maioria dos times não faz. Tem a bola no pé? Dois se apresentam para toque. Não há espaçamento. Perdeu a bola? Blitz para recuperar ela.

Tudo isso abre espaços para os rivais, que podem contra-atacar e encarar apenas marcações individuais e até vantagens numéricas. É a vida.

Isso tudo para Felipão é como você falar para um muçulmano extremista que um biquini é símbolo de liberdade. Os times deles começam por ajeitar a defesa, linhas postadas, ligações diretas ou ataques rápidos e dependem demais do potencial de desequilíbrio de um jogador. No caso, especialmente, Dudu.

Não estou aqui para falar qual é melhor ou pior, até porque para Felipão funcionou bem, já que muitas vezes ele teve esse craque para desequilibrar. No caso de 2002, três craques. Mas é um confronto de ideias claro que será muito legal de ver.

Palmeiras é favorito

dudu palmeiras comemora
Dudu pode causar neste sábado. O Santos vai deixar espaços

Na Betfair, o Palmeiras é bastante favorito para vencer, pagando 1,72 para 1 enquanto o Santos paga 4,6. O favoritismo é pertinente, mas pode ser exagerado.

Sim, a notícia que o Santos deve poupar titulares para o jogo de terça da Copa Sul-Americana ajuda a aumentar os números, mas o time já está poupando há alguns jogos.

Segundo, como dissemos acima, o time joga no mesmo estilo. E hoje Rodrygo deve ir para campo como titular pela 1ª vez desde que voltou da Seleção Sub-20. Ele é um dos que mais podem se beneficiar com Sampaoli.

E terceiro, o Palmeiras não está jogando bem, com um ataque que pena para fazer gol e vários jogadores em má fase técnica.

Este é um jogo onde mando de campo importa muito e o Palmeiras em sua casa tem levado a melhor contra o alvinegro consistentemente. Mas como paga pouco seu triunfo, pode ser mais interessante apostar em ambas as equipes marcam (2,1) ou mais de 2,5 gols (2,3 para 1).

Esses números estão altos porque o Palmeiras levou apenas dois gols no Campeonato até agora. Mas o Santos tem o melhor ataque. E vai atacar. E vai deixar espaços…

O que importa para o campeonato

Os dois times serão os primeiros de seus grupos e se classificarão para o mata-mata, algo que nem todos os times grandes podem falar com tranquilidade ainda.

Mas ser o primeiro geral importa bastante, já que você terá o mando de campo nas partidas decisivas. O Santos tem 18 pontos contra 14 do Verdão e ainda vai ter que encarar o Corinthians em Itaquera. O Palmeiras pega o São Paulo no Morumbi, um duelo que hoje é o clássico mais previsível.

Comentários do Facebook