Espanha em fúria

39
Gol russo na abertura do Mundial
A Rússia goleou a Arábia Saudita por 5 a 0 na partida inaugural da Copa

Presidente do Real Madrid, Florentino Perez virou o inimigo público número 1 da Espanha nesta semana. Ele foi o protagonista de uma crise de grandes proporções na Fúria às vésperas da estreia da seleção espanhola na Copa do Mundo da Rússia. A equipe vai enfrentar, nesta sexta-feira, 15 de junho, Portugal, no jogo mais aguardado da primeira rodada.

O duelo que era considerado uma espécie de decisão sobre quem seria o campeão do grupo acabou virando um teste para saber a reação dos jogadores da seleção da Espanha depois da demissão do técnico Julen Lopetegui.

Telefonema deu inicio à turbulência

Três dias antes da partida, Perez ligou para Luis Rubiales, presidente da Federação Espanhola, dizendo que em cinco minutos o Real Madrid faria um comunicado informando que Lopetegui seria o próximo técnico do clube. Ele assinou um contrato com duração de três temporadas para substituir a Zinedine Zidane.

A ligação pegou Rubiales de surpresa. Ele não sabia das negociações entre o técnico e o clube. Especialmente depois de ter dado um voto de confiança ao treinador renovando seu contrato antes mesmo da Copa do Mundo da Rússia. Irado, decidiu demitir Lopetegui pouco mais de 48 horas antes da estreia. Sem muitas opções, colocou Fernando Hierro, que estava atuando como diretor técnico da entidade, no lugar.

Fernando Hierro
Fernando Hierro assumiu o comando da seleção da Espanha 48 horas antes da estreia

Esse fenômeno raro, capaz de deixar em segundo plano até mesmo o superastro Cristiano Ronaldo, acabou concentrando todas as atenções antes da partida contra Portugal, que tem início marcado para 15h (horário de Brasília). É o encerramento da programação desta sexta-feira, sendo dia de competições do Mundial russo. Um pouco antes, às 12h, Marrocos e Irã, que são considerados meros coadjuvantes no grupo B vão se enfrentar.

Uruguai abre a programação diante de misterioso Egito

A programação da sexta-feira será aberta com o confronto envolvendo Uruguai e Egito. A partir das 9h, a partida encerrará a primeira rodada do grupo A, que foi aberta na quinta-feira, 14 de julho, com a goleada da seleção russa, por 5 a 0, contra a Arábia Saudita.

Gol russo na abertura do Mundial
A Rússia goleou a Arábia Saudita por 5 a 0 na partida inaugural da Copa

O confronto estabeleceu um novo recorde. Foi a maior diferença de gols alcançada em uma partida inaugural da Copa do Mundo. Mas também manteve uma tradição. Desde que o sistema de destacar um jogo para abrir a competição, nunca o país sede saiu de campo derrotado na estreia.

Mohamed Salah pode surpreender e jogar nesta sexta

Embora os uruguaios sejam amplamente favoritos na partida contra o Egito, o momento mais aguardado do duelo não será propriamente o que vai acontecer nas quatro linhas. As atenções estão voltadas para Mohamed Salah, maior astro da seleção egípcia. Ele sofreu uma grave contusão na final da Liga dos Campeões da Europa, em que seu clube, o Liverpool, foi derrotado pelo Real Madrid por 3 a 1.

Mohamed Salah
Salah tem se recuperado mais rápido do que o esperado e tem chances de jogar nesta sexta

Ao sair de campo, as previsões eram de que não poderia disputar a Copa do Mundo da Rússia. No entanto, nova avaliação indicou que ele teria condições de se recuperar em tempo. Porém, poderia, na melhor das hipóteses, participar somente dos dois últimos jogos da primeira fase, e na pior das previsões apenas das oitavas de final, caso o Egito consiga a classificação.

No entanto, Salah sinalizou que está disposto a jogar os prognósticos por terra. Chegou até mesmo a treinar com seus companheiros na fase final de preparação da equipe, já em solo russo. A comissão técnica do Egito, no entanto, optou por manter mistério em relação à sua situação. Dessa maneira, apenas com a liberação da escalação oficial, o que acontece pouco mais de uma hora antes do jogo, será possível ter certeza de o jogador vai ou não participar da disputa.

A goleada russa acaba colocando mais pressão por sua escalação. A expectativa é de que o Egito dispute com os donos da casa o segundo lugar do grupo, uma vez que o Uruguai é favorito para ficar no primeiro posto. A larga vantagem no saldo de gols pode permitir à Rússia atuar pelo empate na partida contra os egípcios, uma vez que dificilmente eles conseguirão aplicar goleada maior nos árabes. Assim, só mesmo tirando um ponto inesperado, como seria o empate com o Uruguai, esse cenário seria modificado.