O que dá para filtrar dos dois amistosos do Brasil antes da Copa?

39
Brasil comemora

As seleções que vão disputar a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, fizeram seus últimos amistosos antes do pontapé inicial, que acontece nesta quinta-feira, dia 14. Algumas equipes, como Uruguai e Argentina, usaram eles para fazer últimos testes e se despedir da torcida.

O Brasil preferiu voar para a Europa e jogar em Liverpool e Viena contra Croácia e Áustria respectivamente. O que dá para filtrar desses dois amistosos do Brasil antes da Copa? É isso que vamos analisar.

Quarteto ofensivo joga por música

Não vamos falar em quadrado mágico porque isso não traz boas lembranças, pelo menos não em relação à Copa de 2006. Mas a versão 2018 com Neymar, Philippe Coutinho, Willian e Gabriel Jesus mostrou excelente química e pode jogar nos menores espaços.

Todos eles tem características complementares. Coutinho tem sempre a ameaça de cortar para dentro e chutar, Gabriel Jesus tem um posicionamento e faro de gols incrível. Willian também evoluiu nos últimos anos de Chelsea, conseguindo ser mais constante e também uma ameaça de fora da área.

E Neymar é o craque inegável, capaz de decidir um jogo em um lance.

Tite pode optar por formações mais conservadoras, com Fernandinho no time titular, por exemplo. Mas se for para soltar, esses quatro e a possível entrada de Roberto Firmino no segundo tempo são uma arma para se ter em conta sempre.

Neymar está próximo de 100%

A lesão de Neymar no final de fevereiro colocou uma nuvem sobre a seleção brasileira. Camisa 10 e principal jogador da equipe, o astro do Paris St. Germain caiu em campo com uma fissura no quinto metatarso e logo de cara começou uma polêmica.

Primeiro as informações foram desencontradas sobre a gravidade da lesão. Depois sobre a necessidade de cirurgia. Onde ela foi feita e até o tempo que o jogador passou longe de Paris também causaram manchetes e algumas rusgas com a própria torcida do PSG.

Tudo isso não importa agora: Neymar está treinando normalmente com o resto da equipe e tendo momentos de brilhantismo nos jogos, com dois belos gols contra Croácia e Áustria. Se ele não está 100% ainda, está próximo o suficiente. E ainda faltam alguns dias para a estreia contra a Suíça.

Solidez defensiva

O Brasil mostrou segurança na defesa nesses dois amistosos. Isso se manterá na Copa?

Talvez mais importante que os 5 gols marcados nesses dois jogos é o fato do Brasil chegar na Copa sem levar gols. Desde que Tite assumiu foram 21 jogos, 16 deles sem um gol adversário.

A Áustria não é um time incrível, é fato. Mas a Croácia é uma boa seleção e o Brasil enfrentou a Alemanha e também deixou Alisson sem ter que buscar a bola no fundo da rede. O combate de Casemiro no meio-campo desafoga os zagueiros, que também são de boa qualidade.

O Brasil tem um padrão tático e um esquema de jogo definido. E tem também o talento. Tudo bem que isso pode ir por água abaixo com um tempo ruim, como aconteceu contra a Holanda em 2010, mas todos esses sinais de solidez são excelentes antes da Copa começar.

Já para o jogo contra a Suíça…

Tite não quis confirmar equipe, por enquanto. Mas tudo indica que ele deve começar com o quarteto Neymar, Willian, Coutinho e Gabriel Jesus. Danilo parece ter ganho a disputa para ser o lateral direito, no lugar do lesionado Daniel Alves.

São realmente poucas as dúvidas que devem ser resolvidas neste período em Sochi e agora, depois de tanta preparação, chegou a hora da bola rolar de verdade. Parece mesmo que as maiores decisões nesta última semana tem a ver apenas com os atletas: alguns deles podem trocar de times nos próximos dias.