Alemanha joga pela sobrevivência

37
Neymar
Neymar fez o segundo gol da seleção brasileira contra a Costa Rica, 'ceifou' e chorou com a primeira vitória do Brasil na Copa

Nas eliminatórias europeias para a Copa do Mundo da Rússia de 2018, a Suécia tornou-se uma matadora de favoritos. Primeiro, despachou a Holanda na fase de grupos. Depois, na repescagem, despachou a Itália fazendo com que os tetracampeões do mundo tivessem que assistir ao Mundial pela TV.

Neste sábado, 23 de junho, sua lista de vítimas pode aumentar. Uma vitória diante da Alemanha, que defende o título obtido na Copa do Brasil em 2014 e assim como a Azzura soma quatro conquistas em mundiais, poderá mandar os germânicos para casa mais cedo. Uma façanha. Afinal, desde o Mundial de 2002, sediado em conjunto por Japão e Coreia do Sul, os alemães sempre conseguiram alcançar as semifinais.

Craque sueco atua no futebol alemão

A seleção da Suécia lidera o grupo F ao lado do México. Na estreia, derrotou a Coreia do Sul por 1 a 0 graças à cobrança de pênalti convertida pelo defensor Andreas Granqvist no último minuto do segundo tempo. Nada mais justo diante do domínio que os europeus tiveram na partida e principalmente por seu excelente desempenho defensivo.

Emil Forsberg
O meia Emil Fosberg (à dir.), do Leipzig, da Alemanha, é o encarregado de armar a seleção sueca

A equipe não foi vazada nas três últimas partidas que realizou. Antes do duelo com os sul-coreanos, havia ficado no empate sem gols com peruanos e dinamarqueses em amistosos preparatórios para Copa da Rússia. Com vantagem na classificação, devem novamente se postar na defesa e apostar nos contra-ataques. Para isso, dependem essencialmente de Emil Forsberg, profundo conhecedor do futebol alemão. Afinal, ele defende o Leipzig.

Mexicanos jogam mais cedo com os sul-coreanos

Os alemães, que perderam por 1 a 0 para o México na primeira partida, não estarão automaticamente eliminados em caso de uma segunda derrota. Para que isso aconteça, os mexicanos deverão ganhar ou ao menos empatar com a Coreia do Sul, confronto que está agendado para 12h. Assim, quando a seleção da Alemanha entrar em campo terá exata noção do risco que está correndo.

Dries Mertens
O atacante Mertens, do Napoli, fez um dos gols belgas na estreia

O primeiro jogo do dia será pelo grupo G. A seleção da Bélgica, que com gols de Mertens e Romelu Lukaku (dois) derrotou o Panamá por 3 a 0 na estreia, vai enfrentar a Tunísia, que perdeu por 2 a 1 para a Inglaterra levando o gol de desempate já nos acréscimos do segundo tempo. O pontapé inicial está marcado para 9h.

Brasil arranca na marra primeira vitória

Na sexta-feira, 22 de junho, a seleção brasileira conseguiu na base da pressão sua primeira vitória. Com gols nos acréscimos do segundo tempo, derrotou a Costa Rica por 2 a 0. Os gols foram de Philippe Coutinho, que já havia marcado na estreia no empate por 1 a 1 contra a Suécia, e Neymar. Porém, quem mudou a cara do jogo não colocou a bola na rede. Douglas Costas, que entrou no segundo tempo, deu mais força ao time canarinho, fez a assistência do segundo gol e pode ganhar vaga como titular na partida diante da Sérvia, na rodada final.

Philippe Coutinho
O meia Philippe Coutinho abriu, já nos acréscimos do segundo tempo, o placar em favor do Brasil

Os sérvios ainda estão na briga por um lugar nas oitavas de final. Mas só sobreviverão em caso de vitória. Depois de vencerem os costarriquenhos por 1 a 0 na estreia, saíram na frente diante da Suíça com um gol logo aos cinco minutos do primeiro tempo. Mas levaram a virada, por 2 a 1, na etapa derradeira.

Nigerianos evitam queda precoce da Argentina

No outro jogo da sexta-feira, a Argentina conseguiu respirar aliviada. Uma vitória da Islândia sobre a Nigéria faria com que a seleção sul-americana fosse eliminada com uma rodada de antecipação. Os nigerianos, contudo, venceram por 2 a 0 e adiaram a definição do grupo D para a terceira e última rodada.

Nigéria
A vitória da Nigéria, por 2 a 0, sobre a Islândia, garantiu a sobrevida da seleção da Argentina

A Croácia, que na véspera bateu os argentinos por 3 a 0, já está classificada. Vai enfrentar a Islândia, que tem um ponto, lutando apenas para garantir o primeiro lugar. A Nigéria, com três pontos, encara a Argentina e caso os croatas não sejam derrotados avançará com um empate. Os argentinos precisam vencer e torcer contra os islandeses para assegurar sua vaga. Vitória de Argentina e Islândia deixaria as duas equipes empatadas com quatro pontos, mas, no momento, os islandeses têm melhor saldo (dois gols negativos contra três tentos de déficit dos argentinos).

Comentários do Facebook