A Premier League é a liga dos sonhos para qualquer jogador de futebol do mundo. Rica, com clubes muito tradicionais no país que inventou o futebol, atuar nos gramados ingleses pode ser uma dádiva. Menos para esses flops, contratações de milhões e milhões de libras que não deram certo e lembrar de suas passagens pela Terra da Rainha com dor no coração.

Vale notar que nos últimos anos, com o aumento exponencial nos valores das transferências, uma contratação ruim pode se tornar ainda pior pelo preço pago. Por isso destacamos jogadores que foram contratados por clubes ingleses na última década.

7. Angel Di Maria

Di Maria estava em alta, mas em Manchester ele saiu se deixar saudades após apenas um ano

Logo depois de conquistar a Champions League pelo Real Madrid, Angel Di Maria foi ter um novo desafio e assumir a camiseta 7 do Manchester United é um de peso. Ainda mais quando seu preço chega a quase 60 milhões de libras.

E Di Maria não conseguiu encarar ele, passando apenas uma temporada na cinzenta Manchester e parecendo não se entender com o polêmico treinador Louis Van Gaal. Pelo menos ao sair para o Paris Saint-Germain ele deixou 44 milhões de libras no cofre, fazendo o prejuízo não ser tão grande. Você vai ver nesta lista que pelo menos deixar dinheiro para abater a desgraça pode ser algo bastante positivo.

6. Roberto Soldado

Soldado também deixou um dinheiro no cofre ao sair, mas não tanto como os 26 milhões de libras que o Tottenham desembolsou para tirar ele do Valencia e tentar suprir os buracos no elenco após o caminhão de dinheiro que Gareth Bale gerou quando foi para o Real Madrid.

E assim como Di Maria, o atacante espanhol logo mostrou que não estava à altura, sendo um atacante que até sabe fazer gols, mas é limitado com a bola nos pés. E um ano depois ele voltava para a Espanha para jogar no Villareal.

5. Paulinho

O Tottenham tem sua grande dose de erros em janelas de transferência, até quando eles acertam ao ver que um jogador tem talento. Depois da conquista da Libertadores e do Mundial Interclubes, o meio-campista Paulinho estava valorizado. Jogador de seleção ainda, ele foi para o Tottenham por 17 milhões de libras.

Mas de 2013 a 2015 as suas atuações e minutos em campo nunca representaram o investimento feito e ele acabaria vendido para a China, com muitos pensando que esse seria um gigantesco passo para trás. No fim, ter ido bem na China e na Seleção Brasileira fez o Barcelona desembolsar  40 milhões de euros por ele e o meio-campista começar brilhando no clube espanhol. Algumas coisas são difíceis de explicar.

4. Falcao Garcia

Falcao entra nessa relação mas não porque um clube inglês desembolsou uma grana preta por ele e sim o Monaco. Porém, a equipe francesa caiu para a segunda divisão e decidiu emprestar o colombiano para o Manchester United e o Chelsea. Nos dois gigantes ingleses, o faro apurado do atacante, que também tinha brilhado pelo Atlético de Madrid, simplesmente sumiu

3. Andriy Shevchenko

Coisa similar aconteceu com Shevchenko, atacante sensacional do Milan mas que no Chelsea foi pífio. O dono russo da equipe, Roman Abramovic teria trazido o atacante como um presente para José Mourinho, mas Shevchenko não jogou nada no Chelsea e acabou voltando para seu querido Milan.

2. Afonso Alves

Aqui a história ganha requintes de crueldade. Afonso Alves brilhou na Holanda com um campeonato incrível pelo modesto Heerenveen. Mas ao invés do mundo do futebol encarar isso como uma banda de uma música só, ele chegou à seleção brasileira e o Middlesbrough  pagou 20 milhões de euros por ele. Foi um desastre completo.

1. Fernando Torres

E por fim, mais um atacante, mais um grande nome que chegou no Chelsea e nada. Torres teve uma passagem pelo Liverpool brilhante. E o Chelsea, com os bolsos cheios, colocou 50 milhões de libras na conta do rival pelo atacante. Em Londres parecia que ele tinha mandado um irmão gêmeo que nunca jogou bola atuar em seu lugar. E o rótulo de flop colou nele apesar de ser comprovadamente um bom jogador em diversos pontos de sua carreira.