Mesmo sem enormes surpresas, ligas da Europa têm assunto

38
cristiano ronaldo juventus

Antes da temporada das cinco ligas europeias começarem, nós fizemos diversos posts sobre as equipes em disputa, os craques de cada competição, luta por artilharia e muito mais. Mas temos que ser honestos: acompanhar semana a semana essas ligas não gera uma garantia de assuntos.

A Premier League é a que costuma ser mais equilibrada. A Ligue 1, da França, a menos. Como não fazemos um resumo semanal há bastante tempo, escrevo este textão para botar o papo em dia. E vai ter assunto, porque alguns times grandes estão sendo uma verdadeira decepção.

Bayern de Munique pode perder a hegemonia

Claro que ainda estamos em novembro e apenas 11 jogos foram disputados dos 34 da competição. Mas já dá para falar que o Bayern de Munique está em maus lençóis. Especialmente depois da derrota por 3 a 2 para o líder Borussia Dortmund, que segue invicto e tem sete pontos de vantagem para os bávaros.

O Bayern ainda não conseguiu colocar em campo o que o jovem treinador Niko Kovac pensa. E o problema é que o elenco já parece ter se virado com o treinador.

Segundo a tradicional revista de futebol Kicker, Arjen Robben, Franck Ribery, Thomas Muller e Mats Hummels estariam boicotando o treinador. O vestiário é cheio de veteranos e na temporada passada, com um começo ruim também, o treinador Carlo Ancelotti foi demitido. Se Ancelotti, que tem mais títulos que 99,99% dos treinadores do mundo, caiu, imagina Kovac.

O último time a ser campeão antes do hexacampeonato do Bayern foi o próprio Borussia. E duas vezes ainda. A equipe de Dortmund teve uma vitória incrível contra os hegemônicos do sul da Alemanha porque teve que virar o placar e ainda viu um gol de Robert Lewandowski – que seria seu terceiro na partida – ser anulado no fim da partida.

sule bayern de munique
O Bayern de Munique pode finalmente ser destronado na Alemanha

O Borussia está fazendo uma campanha destacável neste ano, inclusive na Champions League, onde ganhou de 4 a 0 do Atlético de Madrid. Talvez este seja o maior desafiante do Bayern de Munique desde o começo da década.

E isso reflete-se nas odds da Betfair: o Bayern, que antes da temporada era favorito claro, agora paga 1,9 para 1, mesma coisa do Borussia. E eu digo que vale a pena ir de Borussia.

Real Madrid tenta se recuperar após início horroroso

Fazia tempo que não víamos um Real Madrid tão exposto. As crises chegam nos merengues com força, independente se o elenco é genial e o treinador é de peso. José Mourinho foi pressionado, Carlo Ancelotti foi demitido, Cristiano Ronaldo foi criticado e por aí vai.

Mas a temporada 2018/19 foi especialmente preocupante porque veio tudo junto: Cristiano Ronaldo saiu, Zinedine Zidane também e quem veio para o lugar foi Julen Lopetegui, que nunca conquistou um título de expressão no banco. Tudo bem, Zidane também era “virgem”, mas ele fez toda a preparação no time B, é um ídolo histórico da equipe e uma mente brilhante desde que vestia chuteiras.

E, por fim, os reforços de peso não vieram, já que o presidente Florentino Perez está focado na remodelação do Santiago Bernabéu, que será a peso de ouro.

Tudo isso fez a tradicional caminhada tranquila pelos gramados espanhóis um verdadeiro terror, com derrotas para equipes modestas. Na Champions League, o time perdeu para o CSKA na Rússia em péssima partida. E, por fim, veio o clássico contra o Barcelona, onde o time apanhou de 5 a 1 mesmo com Messi só olhando da arquibancada. Lopetegui foi despachado.

A solução por Santiago Solari, primeiro interino e agora efetivado, é uma tentativa de confiar de novo em um treinador formado em casa. Solari jogou no Madrid na mesma época de Zidane, sem o mesmo brilhantismo, claro, mas era um bom jogador.

casemiro real madrid
Solari está tentando botar ordem na casa após começo horroroso de temporada

O time da capital está quatro pontos atrás do Barcelona, que teve uma derrota feia para Bétis em casa. Os dois times não estão sobrando tanto quanto poucos anos atrás e quem esfrega as mãos é o Atlético de Madrid, que parece ter se estabilizado depois de começar o ano mal e até uma sapatada ter tomado do Borussia Dortmund.

A La Liga, assim como a Budesliga, pode ser mais interessante em 2018/19.

Na Itália…

Esquece, tudo continua como era antes. A Juventus trouxe Cristiano Ronaldo para conseguir conquistar a Europa. Mas é óbvio que isso teria reflexo na competição nacional, onde a Juve é hepta e deve ser octa.

O time foi até Milão na última rodada e venceu o Milan por 2 a 0, com gol do português para fechar a conta. Com sete gols, ele já está em terceiro na lista de artilheiros da competição. E a Juve tem seis pontos de vantagem para o Napoli (34 a 28), tendo vencido 11 jogos dos 12 disputados.

O Milan agora estaria quase fechando com Arsene Wenger para ser seu treinador. Eu não sou do grupo que destrói o ex-treinador do Arsenal. Mas ele vai precisar de muito para acabar com esse domínio da equipe de Turim.

Na França…

PSG, líder, com 13 vitórias em 13 jogos e 13 pontos na frente do Lille, segundo colocado. Não tem mais o que falar.

Premier League tem suas coisas legais

city united gundogan
Os times de Manchester vivem momentos bem opostos

Antes da temporada atual da Premier League começar, a lista de favoritos teria Manchester City, Liverpool, Chelsea e Tottenham, na ordem, talvez invertendo os dois últimos. Arsenal e Manchester United pareciam um pouco atrás pela falta de reforços de peso e ligeira disfunção.

City e Liverpool brigam ponto a ponto pela liderança, 32 a 30, com o duelo entre os dois, em Anfield na oitava rodada, tendo terminado em 0 a 0. O City parece ter um elenco mais completo e com opções, mas Jurgen Klopp já deu das suas contra Guardiola.

O Chelsea de Sarri está na terceira posição com méritos, já que muitos pensavam que este seria um ano de reconstrução. Nada disso: os jogadores insatisfeitos com Conte parecem gostar do conterrâneo que ocupa a posição agora.

A decepção é o Manchester United, oitavo com 20 pontos. Na temporada passada a equipe de José Mourinho foi o segundo, mas nem chegou perto de farejar o título, que ficou para os rivais de cidade com folga.

Para 2018/19, apesar da vitória vital contra a Juventus na Itália, o time parece desconectado de seu treinador, especialmente o campeão do mundo Paul Pogba. A demissão só não aconteceu porque a multa é milionária, mas mesmo assim, caso o mau humor e tendência destrutiva de Mourinho entre em ação, talvez os donos do United assinem o cheque e sigam em frente.

A conquista do City na Premier League paga 1,28 para 1 na Betfair. A do Liverpool paga 5 para 1.

Comentários do Facebook