Janela de transferência na Europa: quem pode trocar de time

388

Ano novo, vida nova, é o que costumam dizer. Na Europa, isso também tem um significado especial para os jogadores e times de futebol, já que 1 de janeiro marca a abertura da janela de transferências de inverno (no hemisfério norte) e costuma ser um momento importante da temporada.

Dificilmente grandes movimentações acontecem nesta janela de janeiro, já que a maioria dos clubes usa o período para corrigir problemas com contratações pontuais, empréstimos de atletas e coisas do tipo, mas às vezes um grande nome pipoca no radar de um grande clube e pode rolar uma transferência importante.

Aubameyang Arsenal
Aubameyang trocou o Borussia Dortmund pelo Arsenal na janela de janeiro do ano passado

Principais nomes especulados no mercado

Se cometermos o erro de comentar cada boato ou especulação que aparecer, serão linhas e mais linhas sem parar até chegar em “Messi vai para o Bragantino”. Com isso em mente, vamos nos focar nos nomes que dá para levar a sério, ok? Para organizar melhor, vamos analisar os seis melhores times da Premier League e os líderes dos outros campeonatos fortes do Velho Continente.

Arsenal: O que os Gunners mais precisam é de um ou mais zagueiros e isso não é segredo. O elenco atual está cheio de jogadores machucados e/ou que passam pouca confiança ao torcedor e ao técnico Unai Emery. Nenhum nome sério surgiu até agora, e o Arsenal parece mais provável de ver gente indo embora – Ramsey, Özil, Elneny e Welbeck, por exemplo – do que chegando.

Atlético de Madrid: O atual vice-líder do campeonato espanhol tem um timaço e está preocupado em não ser desmanchado mais do que em trazer gente de peso. Os nomes que estão cotados para sair são os do goleiro Oblak e dos jogadores de linha Filipe Luís e Lucas Hernández, est último um dos pilares da seleção francesa campeã do mundo em 2018.

Diego Costa Atlético de Madrid
Diego Costa é justamente um dos nomes grandes que trocou de clube numa janela de janeiro

Barcelona: O começo de ano do Barça foi complicado, mas os catalães parecem ter reencontrado o caminho da glória nos últimos meses. Para reforçar o elenco agora em janeiro, o time azul-grená já demonstrou interesse em Adrien Rabiot, atualmente no PSG, e também em De Jong, do Ajax, mas nada muito concreto por ora.

Bayern de Munique: O Bayern está meio quietinho neste começo de 2019 quando o assunto é transferência. Ocupados demais em correr atrás do prejuízo (e do Borussia Dortmund) na Bundesliga, o único nome forte relacionado aos bávaros é o de Aaron Ramsey, que pode sair de graça do Arsenal no meio do ano. Se o Bayern abrir a carteira, pode levar o meia de Londres para Munique ainda agora em janeiro.

Borussia Dortmund: O líder do campeonato alemão fechou negócio há poucas horas com o Chelsea, tendo vendido o jovem meia Pulisic – que estranhamento foi emprestado de volta ao Borussia pelos Blues até o fim da temporada. A única peça de reposição especulada até o momento é justamente um ex-Chelsea: Thorgan Hazard, atualmente no Borussia Mönchengladbach.

Chelsea: O Chelsea não costuma fazer muita cerimônia na hora de gastar dinheiro, e a contratação de Pulisic no primeiro dia de transferências não é surpresa. Com a chegada do jovem meia norte-americano, quem deve perder de vez todo o restinho de espaço que ainda tinha é Cesc Fábregas, que é desejado por times como Monaco e Milan.

Juventus: Quem consegue um Cristiano Ronaldo há seis meses não quer guerra com ninguém, e por isso é difícil imaginar a Velha Senhora esvaziando os cofres de novo. O boato mais forte é o da chegada de – adivinha? – Aaron Ramsey, o grande nome cotado a trocar de clube nesta janela. Se vier agora, a Juve vai ter que pagar o Arsenal, mas se esperar até o fim da temporada, o galês pode vir de graça.

Cristiano Ronaldo
Cristiano Ronaldo veio do Real Madrid para liderar a Juve, que segue invicta na Seria A italiana

Liverpool: Líder absoluto e invicto da Premier League, o time de Jürgen Klopp é tão perfeitamente arrumado que qualquer mudança poderia ser desastrosa. O único nome especulado nos Reds para janeiro é Adrien Rabiot (PSG), que já está relacionado com uma outra penca de times na boataria sem fim.

Manchester City: Pep Guardiola já viveu dias mais felizes a frente do City, que passou de líder invicto da Premier League para terceiro colocado com três derrotas. De Jong (Ajax) e Dembele (Barcelona) são os nomes fortes cotados para vestir a camisa dos Citizens por enquanto.

Manchester United: O United está ocupado demais em renascer depois da passagem desastrosa de José Mourinho pelo clube, mas não está morto no mercado. Ashley Young deve estar de saída em breve, enquanto que a única chegada especulada até agora é a do zagueiro Kalidou Koulibaly (Napoli).

Paul Pogba
O aproveitamento de Pogba foi à estratosfera depois da saída de Mourinho, e a chegada de gente nova pode impulsionar ainda mais o United

PSG: O líder do campeonato francês praticamente já aceitou a saída de Rabiot, que vinha perdendo espaço no clube há algum tempo. As chegadas especuladas são as mesmas da maioria dos outros clubes: Ramsey (Arsenal), De Jong (Ajax) e Fábregas (Chelsea), o que indica que a janela do PSG começou meio morna. Aguardemos.

Real Madrid: A verdade é que o gigante Real Madrid não é o mesmo desde a saída de Cristiano Ronaldo. Entre boatos de saída, Isco já declarou que quer ficar, mas o goleiro Navas fez o contrário com uma mensagem estranha e indica que não deve permanecer com os Merengues. De chegada, parece que o melhor que o torcedor do Real pode esperar é Ramsey (Arsenal), Pablo Sarabia (Sevilla) e Brahim Díaz (Manchester City).

Tottenham: O torcedor dos Spurs tem pouco do que reclamar recentemente. Vice-líder da Premier League e fazendo a melhor campanha da sua história, o Tottenham está feliz da vida com seu elenco. Foram relacionados com os londrinos os nomes de Rabiot (PSG), Asensio (Real Madrid) e Miguel Almirón (Atlanta United), mas nada muito concreto.

Comentários do Facebook