Todos contra Guardiola

80
Guardiola Aguero

Considerado o melhor técnico do planeta, Pep Guardiola foi contratado pelo Manchester City para revolucionar a Premier League. Demorou duas temporadas, mas atingiu seus objetivos. Alcançou o título da edição 2017/2018 do Campeonato Inglês quebrando recordes. Levou os azuis a alcançarem a extraordinária marca de 100 pontos. Foram 19 a mais que o Manchester United, seu maior rival local e vice-campeão da versão anterior do torneio.

Isso significa que o City poderia simplesmente ter deixado de disputar seis partidas e, ainda assim, seria campeão. Para não deixar qualquer dúvida de sua superioridade, a equipe terminou a disputa com o melhor ataque – 106 gols assinalados – e a defesa menos vazada (27 tentos). Então, não há dúvida de que é o inimigo a ser batido. Isso fica bastante claro quando se olha para as cotações oferecidas pelas casas de apostas nos palpites sobre quem levará o título inglês ao final da temporada 2018/2019. Em Betfair, por exemplo, a cotação apresentada é de 1,68 para cada real apostado.

Liverpool surge como principal rival

A definição dessas cotações, no entanto, é feita quase que exclusivamente voltada para o olhar no retrovisor. Porém, quando se olha um pouco para o que pode ser feito, o Liverpool aparece como o grande candidato a acabar com o reinado de Pep Guardiola. Na temporada anterior, os vermelhos acabaram na quarta posição com 75 pontos. Porém, mostraram seu potencial sendo o segundo time com menor número de derrotas. Foram somente cinco – o City perdeu duas vezes.

Karius e Alisson (à dir).
Depois de falhar na decisão da Liga dos Campeões, Karius (à esq.) perdeu a vaga para Alisson no gol do Liverpool

O que evitou o melhor desempenho foi justamente o grande número de empates. Nenhuma equipe teve mais igualdades que o Liverpool. Foram 12. O prejuízo foi grande especialmente nos jogos em Anfield Road. O time foi o único a completar a temporada sem ser batido em casa. Porém, empatou sete das 19 partidas.

Além de uma base sólida formada pelo técnico alemão Jurgen Klopp, que elevou o time ao vice na Liga dos Campeões da Europa, o Liverpool contratou reforços que apresentam todas as condições de serem fundamentais na busca pelo primeiro título para o clube desde a formação da Premier League.

Brasileiro Alisson chega com status de goleiro mais caro do mundo

Um dos novos integrantes do exército vermelho é o brasileiro Alisson. Ao pagar quase R$ 300 milhões para a Roma, o Liverpool transformou o atleta no goleiro mais caro do mundo. Embora tenha sido o responsável por boa parte dos investimentos, não foi o único a ser contratado. Tendo tido problemas para administrar o grande número de jogos, Klopp recorreu também a aquisições de menor porte, mas que dão mais opções para revezar o elenco.

Fred
Maior contratação do United para temporada, o brasileiro Fred ganhou status de titular

Entre elas está o suíço Xherdan Shaqiri, que na temporada anterior foi rebaixado com o Stoke, mas é um excelente cobrador de faltas e escanteios. Por isso, a cotação de 4,90 para o título do Liverpool acaba sendo alta diante das projeções sobre as possibilidades do clube para a temporada.

United e Tottenham perdem espaço

A expectativa de melhor já não acontecem em relação aos dois outros clubes que terminaram na frente do Liverpool na temporada anterior. O Manchester United, depois de gastar muito em contratações por três temporadas seguidas, limitou os investimentos. Não acertou com qualquer astro. O principal reforço é do meia brasileiro Fred, que se destacou nas cinco temporadas que disputou como Shakthar Donetsk, da Ucrânia. O brasileiro Willian quase foi anunciado, mas o cenário segue indefinido.

Harry Kane
Sem ter condições de investir, o Tottenham ainda pode perder Kane

Para piorar, o técnico português José Mourinho mostra seguir em rota de colisão com alguns nomes importantes de seu elenco, especialmente os franceses Paul Pogba e Anthony Martial. Por isso, o time aparece com cotação alta de 12,00 por 1 na luta pelo título inglês.

O Tottenham, que fez investimentos milionários na construção de seu novo estádio, também precisou desacelerar nos investimentos. Por isso figura apenas como quinto favorito na plataforma de apostas esportivas de Betfair com prêmio de 19 por 1, atrás até mesmo do Chelsea (18). Para isso, conta a possibilidade da perda de Harry Kane. O artilheiro da Copa do Mundo da Rússia pela seleção inglesa pode ser vendido para o Real Madrid para que o clube possa reequilibrar suas finanças.